Teresina: homem ameaça criança de cinco anos com arma de fogo em restaurante

Até o momento não há informações sobre a identidade do suposto policial que teria ameaçado a criança.

23/11/2021 12:28h

Compartilhar no

Os pais de um menino de cinco anos procuraram a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) para registrar boletim de ocorrência contra um homem ainda não identificado que teria supostamente ameaçado a criança com uma arma de fogo. O caso ocorreu na noite do último domingo (21), em um restaurante localizado na Avenida Valter Alencar, no bairro Monte Castelo, na zona Sul de Teresina.


Leia também: Black Friday: crise financeira e falta de ônibus diminuem as vendas em Teresina 

Segundo o relato da mãe, que não terá a identidade divulgada para preservar a criança, a família estava no restaurante quando percebeu que o menino havia sumido. "Vi um cara alterado procurando o pai ou mãe de uma criança para brigar, dizendo que queria bater, quando resolvi procurar meu filho e simplesmente não encontrava. Já com todos desesperados, encontramos ele no cantinho do banheiro feminino, trancado, no chão, chorando muito, dizendo que o pai do amiguinho dele tinha corrido atrás dele", relatou a mãe.

Imagem do homem divulgada pela família. (Foto: Reprodução)

Em um vídeo gravado pelos pais, o menino relatou como o caso teria ocorrido. Segundo ele, a outra criança teria ainda tentado enforcá-lo e o suposto policial apontou uma arma de fogo para ele. "Ele queria me bater e veio atrás de mim, eu corri pro banheiro porque ele mostrou a arma pra mim, querendo me dar um tiro, e o filho dele querendo bater no meu pescoço [sic]", disse o menino. Ele relatou ainda que o homem teria ainda dado uma arma para a outra criança o ameaçar.

No boletim de ocorrências registrado pela família, a mãe relata que ao procurar o homem no momento do ocorrido, este teria confessado o fato e a teria ameaçado. "Estamos com muito medo dele vir e fazer uma besteira, mas com sede de justiça vamos atrás desse indivíduo. Não sabemos se de fato ele é um policial, e não conseguimos identificar o nome dele", disse.

Até o momento não há informações sobre a identidade do suposto policial que teria ameaçado a criança. As investigações sobre o caso ficarão a cargo da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário