VÍDEO: colisão entre carro de luxo e carro de passeio na Zequinha Freire deixa um ferido

Condutor do Mustang foi submetido ao teste do bafômetro, que deu negativo. Polícia ainda não sabe informar qual dos veículos teria invadido o sinal.

27/07/2022 09:07h - Atualizado em 27/07/2022 09:18h

Compartilhar no

Um grave acidente ocorrido na noite desta terça-feira (27) deixou uma pessoa gravemente ferida. Um carro de luxo modelo Mustang Mach 1 colidiu na lateral de um veículo de passeio modelo Fiat Argo 1.0 em um cruzamento da Avenida Zequinha Freire. A motorista do Argo, uma mulher identificada pelas iniciais, C.P.C, ficou ferida e foi levada para o HUT.

O momento do acidente foi registrado pelas câmeras de segurança de estabelecimentos próximos. As imagens mostram um veículo azul parado no sinal quando o Fiat Argo entra no cruzamento pela direita e é atingido pelo Mustang que vem em alta velocidade pelo lado esquerdo do vídeo. Os dois veículos colidiram lateralmente.


Foto: Reprodução

“Após chegarmos ao local, constatamos que o veículo Ford Mustang trafegava pela pista leste da Avenida Zequinha Freire, sentido Sul-Norte, e ao adentrar em um cruzamento, colidira o seu setor dianteiro no setor lateral anterior esquerdo do veículo Fiat Argo que trafegava na outra via. A vítima do Fiat Argo ficou ferida, foi socorrida e levada com vida para o hospital. Nós acionamos a perícia criminal para fazer o atendimento”, relata o major Ocimar, comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN) da Polícia Militar.

Os policiais fizeram o teste do bafômetro no condutor do Mustang, identificado pelas iniciais G.Z.L, mas o resultado deu negativo para embriaguez. De acordo com o major Ocimar, não é possível ainda precisar se algum veículo teria invadido o sinal e qual deles, já que estas informações serão divulgadas no laudo pericial produzido pela Polícia Civil com base no que foi colhido no local.


Foto: Reprodução/Whatsapp

O motorista do Mustang acabou sendo liberado após o teste do bafômetro. “Como a outra vítima não faleceu e foi conduzida viva, é realizado o teste de alcoolemia, que deu negativo. O motorista foi liberado e posteriormente ele deve ser chamado para prestar depoimento. Se tivesse dado teste positivo para embriaguez, haveria constatado o crime de trânsito e ele com certeza ficaria detido. A prisão também seria efetuada caso a vítima tivesse morrido. Mas como não houve óbito nem embriaguez, a lei determina a liberação”, explicou o major Ocimar.

A reportagem do Portalodia.com entrou em contato com Hospital de Urgências de Teresina para saber informações sobre o estado de saúde da mulher que conduzia o Fiat Argo, mas o hospital disse que não pode passar informações sobre a vítima.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário