“Não queremos uma Terceira Guerra Mundial”, diz Elmano sobre ataques na Ucrânia

O parlamentar piauiense já atuou na Comissão de Assuntos Exteriores no Senado e acredita que os conflitos entre a Rússia e os ucranianos não vão se regionalizar.

24/02/2022 10:57h

Compartilhar no

O senador Elmano Ferrer (PP) comentou nesta manhã (24) a tensão entre a Rússia e a Ucrânia, que entraram em guerra após as tropas de Vladimir Putin invadirem a capital ucraniana Kiev. Elmano, que já foi integrante da Comissão de Assuntos Exteriores no Senado, disse acreditar que a guerra seja localizada e que não chegará ao status de Guerra Mundial

“É uma guerra localizada, mas pode se regionalizar. Todos nós estamos torcendo para que ela continue entre esses dois países [Rússia e Ucrânia]”, afirmou. O momento, segundo Elmano, é de buscar o diálogo e de fazer valer a diplomacia, para evitar que um conflito em níveis mundiais se instale. “A busca incessante pela paz é uma das atribuições mais importantes da ONU e nesse momento temos que nos voltar para a conciliação. Todos perdem em uma guerra e não queremos uma Terceira Guerra Mundial”, disse.


Foto: Reprodução

Elmano destacou o papel do Brasil na situação de conflitos na geopolítica mundial. Para o senador, o país sempre teve um destaque na diplomacia, prezando pela paz, pelo entendimento entre as nações e pelo reconhecimento da soberania nacional. “Esse é o nosso caminho, seja ele local, regional ou nacional e sobretudo nas relações internacionais entre os povos e as nações”, finaliza Elmano.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário