"œA palavra que surge no coração da gente é esperança", diz Dom Jacinto sobre Teresina

O religioso enfatizou que, aos poucos, a cidade está voltando à normalidade e que os teresinenses já enxergam uma luz no fim do túnel.

16/08/2021 10:06h - Atualizado em 16/08/2021 13:49h

Compartilhar no

Durante a missa realizada nesta segunda-feira (16), em alusão ao Aniversário de 169 de Teresina, o Arcebispo Dom Jacinto destacou que este é um momento de esperança, ainda que em meio à pandemia.

“Eu acho que nesse momento a palavra espontânea que surge no coração da gente é esperança. Ano passado estávamos numa situação crítica, e olhando o verde dessa praça, e, sobretudo, em frente à Igreja Nossa Senhora do Amparo, que foi sempre um sinal para o povo teresinenses de uma âncora de confiança, esperança e fé, queremos prosseguir”, disse.

O religioso enfatizou que, aos poucos, a cidade está voltando à normalidade e que os teresinenses já enxergam uma luz no fim do túnel. Ele reforçou que é necessário que a cidade tenha uma evolução tecnológica, mas sem perder o lado humano e social. E complementa que a fé tem feito as pessoas não desistirem, mesmo diante de momentos difíceis. 

(Fotos: Assis Fernandes/ODIA)

“A vida já vai retomando seu curso mais normal, basta ver o movimento ao nosso redor. A gente sente que de fato há uma luz no fundo do túnel e vamos percebendo que, com a cooperação da população e a consciência de que cada um de nós tem seu papel importante a desempenhar, podemos construir uma cidade mais humana, habitável e fraterna. Não se respira só desenvolvimento tecnológico, precisamos respirar desenvolvimento humano. O que adiantaria ter uma cidade adiantada em suas obras, mas faltar esse acolhimento tão próprio do povo teresinense? A gente se alegra que a fé possa ser esse combustível para acionar isso para frente”, complementa Dom Jacinto, arcebispo de Teresina. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário