“Setut e Prefeitura não tem responsabilidade com usuários de ônibus", diz Sintetro

Nova reunião no TRT foi marcada para esta terça-feira (24)

23/05/2022 17:43h

Compartilhar no

Mesmo após prazo estipulado para pagamento, os motoristas e cobradores de ônibus de Teresina seguem com seus salários atrasados. Na manhã desta segunda (23), os trabalhadores estiveram em reunião com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), a fim de obter alguma resolução do assunto. Em entrevista ao O DIA, Antônio Cardoso, presidente do Sintetro, afirma que este problema, que já vem acontecendo há muito tempo, reflete o impasse entre a Prefeitura e o Setut. 


Leia também: Com salários atrasados, motoristas e cobradores recorrem ao TRT para evitar greve 

“A população sabe que nós fazemos nossa parte, mas o Setut e a Prefeitura de Teresina não têm responsabilidade com os usuários de ônibus”, disse.

Uma nova reunião foi marcada para esta terça-feira (24), onde estarão presentes os representantes do Sintetro, juntamente com Edmilson Carvalho, presidente do sindicato dos empresários, e Claudio Pessoa, superintendente da Strans. 

(Foto: Arquivo O Dia)

Segundo o presidente do Sintetro, a prefeitura já efetuou o pagamento aos empresários, que desde de a última sexta-feira prometem realizar os pagamentos. “Isso é uma questão jurídica. A prefeitura mandou os comprovantes mostrando que pagou e o consórcio não está cumprindo com seu dever. Essa é uma questão deles, entre a Prefeitura, Setut e Strans”, disse Antônio Cardoso. 

Os motoristas e cobradores de ônibus reiteram que não querem deflagrar greve porque sabem que se o setor parar, a cidade inteira acaba sendo afetada. Após a reunião que ocorrerá amanhã, a categoria irá decidir, em assembleia, se haverá ou não uma nova greve na cidade.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário