Após 5 dias de novos deslizamentos, moradores relatam falta de assistência na Vila da Paz

O deslizamento é apontado pelo líder comunitário como uma consequência das obras inacabadas do processo de revitalização

28/04/2022 16:13h - Atualizado em 28/04/2022 16:30h

Compartilhar no

O terreno voltou a ceder no último sábado (23/04) na Vila da Paz, na zona Sul de Teresina, e deixou mais três famílias desabrigadas. O deslizamento de terra colocou a estrutura de residências à beira de desmoronamento. Após cinco dias, moradores relatam que falta assistência por parte da Prefeitura de Teresina e nenhuma equipe técnica foi deslocada para avaliar a situação. 

O líder comunitário e um dos moradores que teve o quintal da residência atingido, César Júlio, afirmou ao Portal O Dia que uma equipe da Defesa Civil do Município isolou a área, contudo, a equipe de engenharia da Superintendência Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Sul ainda não compareceu no local.

Foto: Reprodução / redes sociais

“A única pessoa que veio foi o chefe da Defesa Civil, que esteve conosco, conversou conosco, foi feita toda a interdição da área. Disseram que iam mandar os engenheiros, os técnicos. E até o presente momento, nada. Quem perde com isso é a comunidade Vila da Paz”, disse César Júlio. 

O deslizamento é apontado pelo líder comunitário como uma consequência das obras inacabadas do processo de revitalização da Vila da Paz. A área do deslizamento da semana passada fica às margens de uma escavação realizada par a construção de um canal de água e que está parada desde novembro do ano passado.

Obra de revitalização inacabada (Foto: Assis Fernandes / O Dia)

“Estamos sendo assistidos porque temos familiares próximos. Eu não durmo mais em casa. Estou dormindo na casa da minha mãe para não corrermos o risco de perdemos nossas vidas.”, relatou o morador. No mês de março, a residência de uma idosa desabou após fortes chuvas no local. 

Desde 2013, no início do projeto de revitalização, 308 famílias já foram removidas da Vila da Paz para as realizações das obras. Até o momento, apenas 30% do projeto foi concluído. Eram previstos apartamento, teatro, academia ao público, quadras esportivas, o que ainda não beneficia a população. 

O outro lado

A Superintendência Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Sul explicou ao Portal O Dia através de nota que acompanha as famílias atingidas na Vila da Paz e que possui cadastros atualizados sobre a situação das residências. 

Leia a nota

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul, informa que acompanha juntamente com o Ministério Público, o Centro de Referência da Assistência Social - CRAS e lideranças locais,  todas as famílias que aguardam o recebimento das casas. 

Esclarece que frequentemente são realizadas reuniões e audiências para discutirmos as situações que possam ocorrer bem como encaminhamentos necessários.

Todas as famílias estão cadastradas junto a SAAD Sul com acompanhamento contínuo da Gerência Habitacional e Gerência de Obras e Serviços.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário