Banda que usou fogos na Expoapi é notificada e tem cinco dias para apresentar defesa

Por redes sociais, o artista informou que a empresa contratada para queima dos fogos atuou em outros shows desde o último domingo, quando o evento foi iniciado

10/12/2021 16:35h - Atualizado em 10/12/2021 16:41h

Compartilhar no

O cantor Anderson Rodrigues terá um prazo de até cinco de úteis para se manifestar sobre o acidente ocorrido na 70ª edição da Exposição Agropecuária do Piauí (Expoapi), ocorrido na última quarta-feira (08). A banda, que usou fogos de artifícios com efeito sonoro – proibidos por decreto no Estado – e provocou a morte e ferimento de cavalos na BR-343, foi notificada pela Secretaria de Estado do Agronegócio e Empreendedorismo Rural (Seagro).

Foto: Divulgação/Redes Sociais 

Por redes sociais nesta sexta-feira (10), o artista informou que a empresa contratada para queima dos fogos atuou em outros shows desde o último domingo, quando o evento foi iniciado. Além disso, afirmou que a banda não sabia da proibição.


“Desde de domingo a mesma empresa foi contratada para fazer a queima de fogos de baixo ruído, então fizemos dentro da normalidade e pensando num show maravilhoso a todos! Em nenhum momento nos avisaram da proibição, já que desde domingo foi realizado em todos os shows”, declarou.

“Somos uma empresa séria no ramo do entretenimento e não iremos assumir uma culpa que não seja nossa! Estamos à disposição de todos”, completa.


A secretária da Seagro, Simone Pereira, disse que a banda foi notificada para prestar esclarecimento sobre o caso. O procedimento é para identificar as responsabilidades da banda ou da empresa contratada para queima dos fogos.


“O cantor vai dizer se banda seguiu as normas técnicas estabelecidas no decreto que proíbe a utilização de fogos de artifícios. Agora, eu sei que foi um acidente. Ninguém faz isso propositalmente, mas é necessário que a gente veja as responsabilidades de quem de fato causou o acidente. Se houve violação da lei, o responsável tem que responder. Se foi a banda ou a empresa que forneceu garantindo que estava dentro das especificidades que a legislação impõe. A gente vai ter que apurar”, declarou.

“Preparamos essa notificação ontem e a equipe jurídica deve encaminhar para ele hoje. O prazo deve ser de cinco dias úteis para ele responder. Vamos aguardar, pois estamos fazendo tudo que a legislação coloca para que seja feita”, finaliza. 


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário