Cachorro que correu atrás de carro é adotado e ganha o nome de "Amor"

Polícia concluiu que não houve crime de abandono e encerra investigação

20/01/2022 14:42h - Atualizado em 20/01/2022 14:58h

Compartilhar no

Na última semana, viralizou nas redes sociais o vídeo de um cachorro correndo atrás de um carro na chuva, onde muitos especularam que as cenas seriam de abandono do animal. Recentemente, o cachorro foi resgatado por protetores de animais e na segunda-feira (17), ganhou um novo lar. Amor, como foi nomeado, agora possui sua própria família. 


Leia também: Cachorro Alfredo, que viralizou em posto de combustível, ganha ‘dia de beleza’ em Teresina 

Amor foi adotado e está em boas mãos (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Em entrevista ao PortalODia.com, a protetora de animais Raíssa Rocha explica que após o resgate do animal, uma amiga logo se prontificou a ceder um lar temporário para o cachorro. “Na hora que ela o viu foi, literalmente, amor à primeira vista. Não tem como não se apaixonar, pois ele é mesmo um amor. Na delegacia, ela assinou um termo, onde o cão ficou sob sua posse e cuidados”, comenta. 

A fisioterapeuta Cleude Cora, que adotou o cão, conta o quanto Amor é carinhoso e que está se adaptando bem às mudanças. “Ele está se adaptando maravilhosamente bem. Fizemos avaliação veterinária e ele não apresenta nenhuma questão de saúde séria, além de um problema na pele e questões de carrapato que serão resolvidas com medicamentos”, pontua. 

A fisioterapeuta Cleude Cora se apaixonou à primeira vista pelo cachorro (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Algo que chamou a atenção de Cleude foi o fato de Amor ser muito parecido com seu cachorro que acabou falecendo por problemas renais no ano passado. Devido a isso, a fisioterapeuta acabou entrando em depressão. Nas palavras de Raíssa Rocha, esta adoção foi um “encontro de almas”. 

“Na hora que eu cheguei na delegacia e olhei para ele, me apaixonei. Ele é a cara do Oliver, meu cachorro que virou estrelinha no ano passado”, acrescenta Cleude. 

Hoje, Amor está em boas mãos. Em alguns dias, o cão poderá ter acesso à toda a casa e será realizada a socialização dele com os outros animais que dividem o lar. “Desde que chegou, ele já subiu em cima de cima, deu vários "lambeijos" e conquistou a casa toda”, comemora a fisioterapeuta. 


Investigação

A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) ficou responsável pela investigação do caso de abandono. No último dia 17, o delegado Emir Maia, afirmou ao O DIA que o cachorro já vivia em situação de rua e não foi abandonado pelo motorista do veículo.

A polícia concluiu que não houve crime e as investigações foram encerradas. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Adriana Magalhães

Deixe seu comentário