Campanha: Pais buscam doador de medula óssea para menina de três anos com leucemia

. Heloysa foi diagnostica com leucemia em novembro do ano passado e, desde então, aguarda por um transplante.

04/07/2022 15:45h

Compartilhar no

Os pais da pequena Heloysa, de apenas três anos, estão realizando uma campanha para encontrar um doador de medula óssea compatível com a menina. Heloysa foi diagnostica com leucemia em novembro do ano passado e, desde então, aguarda por um transplante de medula óssea. 

Foto: Arquivo pessoal

“Ela começou a sentir dores na região da bacia e da coluna. A gente deu entrada no Hospital São Pedro no dia 11 de novembro e foram 16 dias tentando descobrir [um diagnóstico]. Foram uma série de exames e o último foi um mielograma. Eles já tinham a suspeita de que seria leucemia, e no exame foi constatado”, explica Layara dos Santos, mãe de Heloysa.

A chance de encontrar um doador compatível é de uma a cada 100 mil, por isso, é importante que o potencial doador esteja cadastrado no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Quanto mais pessoas estiverem cadastradas no banco de medula óssea, a chance de encontrar um doador compatível se torna maior.

Foto: Arquivo pessoal

“Tem dias que a tristeza vem, quando você acorda e olha pra sua filha na situação que está. Tentamos divulgar a situação para que a gente encontre essas pessoas que nos ajudem, que se sensibilizem com a situação, não só com minha filha, porque hoje o que ela está passando, outros pais e mães também estão passando, tentando achar uma medula compatível", afirma o pai de Heloysa, o vigilante Francisco Cantuário.

Para se cadastrar, basta comparecer a uma das quatro unidades do Hemopi localizadas nas cidades de Teresina, Parnaíba, Picos e Floriano. Vale lembrar que a doação só é feita caso haja compatibilidade entre doador e paciente.

"A gente faz o cadastro, é coletado 5 ml de sangue, e esse sangue é para fazer um exame de HLA, que é a histocompatibilidade. A partir disso, é feito o cruzamente do banco de dados do doador com o paciente que precisa de medula e o doador é chamado para fazer a doação. Pessoas que já fizeram o cadastro ficam no banco até os 60 anos", esclarece Oberdan Torres, coordenador do Hemopi.

Segundo o Redome, para de cadastrar como doador de medula óssea basta cumprir os seguintes requisitos:

– Ter entre 18 e 35 anos de idade.

– Estar em bom estado geral de saúde.

– Não ter doença infecciosa ou incapacitante.

– Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.

– Algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

"Eu queria que você tivesse compaixão, se compadecesse não só com a gente, porque existem muitas outras crianças que dependem de uma medula e muitas vezes a pessoa não tem esse conhecimento. Por isso, queria pedir encarecidamente para que as pessoas se dirijam até o Hemopi para se cadastrar como doador de medula óssea", finaliza Layara dos Santos, mãe de Heloysa.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações de Edna Maciel.

Deixe seu comentário