Consumo de álcool aumenta entre estudantes adolescentes de Teresina, diz IBGE

Na capital, 55,7% dos estudantes de 13 a 15 anos relataram terem tomado bebida alcoólica uma vez na vida

13/07/2022 13:01h

Compartilhar no

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais da metade (55,7%) dos estudantes teresinenses de 13 a 15 anos de idade relataram já terem tomado bebida alcoólica alguma vez na vida.  O levantamento, obtido por meio da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2019, também mostra que a proporção cresceu 19% entre 2012 e 2019.


Leia também:
Crime: Influencer dá cerveja para Arara e vídeo viraliza
Câmara aprova PL que proíbe venda de bebida alcoolica para policiais armados
Uso abusivo de bebida alcoólica cresce 14,7% no país 


A taxa caiu de 46,8% em 2012 para 45,7% em 2015 e subiu para 55,7% em 2019. A pesquisa indagou se, pelo menos uma vez na vida, os estudantes tomaram no mínimo um copo ou uma dose de bebida alcoólica. O questionário foi respondido de forma individual, diretamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC), pelos próprios adolescentes em escolas públicas e privadas.

(Foto: Reprodução)

Apesar do aumento, o índice de Teresina é menor do que a média de todas as capitais brasileiras, que foi de 63,2% em 2019. A capital com maior proporção foi Porto Alegre (RS), onde 74,9% dos estudantes adolescentes já haviam provado bebida alcoólica em 2019. O menor percentual foi encontrado em Macapá (AP), cerca de 51,9%. Teresina possui o sétimo menor índice do país.

Conforme o levantamento, aproximadamente 36,4% dos estudantes teresinenses experimentaram álcool pela primeira vez com 13 anos de idade ou menos. Neste quesito, o índice também é inferior à média das capitais, que foi de 43,3% em 2019. No entanto, ao longo de um decênio, houve redução na taxa de estudantes teresinenses que beberam álcool pela primeira vez com 13 anos de idade ou menos. Em 2009, a proporção era de 46,6%. A queda foi de 21,8% no período.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações do IBGE

Deixe seu comentário