Covid-19: Hospital Universitário anuncia abertura de mais 31 leitos

A estrutura chega no momento que o Piauí apresenta um aumento no número de novos casos e óbitos diários da Covid-19

26/02/2021 15:09h - Atualizado em 26/02/2021 15:26h

Compartilhar no

O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) deve ganhar 31 novos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19. O anúncio foi realizado na tarde desta sexta-feira (26) pelo diretor da unidade, o médico Paulo Márcio, durante entrevista ao programa O Dia News. Essa quantidade vai dobrar a capacidade do hospital em receber pacientes do novo coronavírus. 


Leia tambémCovid-19: Piauí perdeu 165 leitos de UTI desde julho do ano passado; 136 em Teresina 

Piauí tenta habilitar novos leitos de UTI's junto ao governo federal 


O diretor explicou que atualmente o HU possui 20 leitos destinados a doença e vai ganhar mais 31, o que somará 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 21 leitos clínicos. “O hospital tem capacidade de receber novos pacientes e tem capacidade de ampliar. É isso que a sociedade do Piauí espera. Hoje nós temos 20 leitos destinados para o tratamento da Covid e vamos mais que dobrar essa capacidade. Sairemos de 20 para 51 leitos”, afirmou. 

A estrutura chega no momento que o Piauí apresenta um aumento no número de novos casos e óbitos diários da Covid-19. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), o Piauí  vive momento de alerta com relação a taxa de ocupação dos leitos . Paulo Márcio comentou que explicou como irá funcionar a estrutura. 

Foto: Assis Fernandes / O Dia

“Aqui dentro nós teremos dois hospitais dentro do mesmo hospital. Teremos um hospital Covid, isolado, com fluxo de entrada de entrada e saída de funcionários, entrada e saída de medicamentos totalmente independente do outro hospital. Infarto, pneumonia, pedra na vesícula, queda de moto, tudo isso continua acontecendo e não está nem aí para o coronavírus e nós precisamos atender as duas coisa”, disse o diretor. 

Paulo Márcio comemorou a atuação do HU no tratamento dos pacientes de Manaus trazidos ao Piauí após o colapso de saúde do Amazona. O hospital recebeu 23 pacientes que desembarcaram em Teresina em voo da Força Aérea Brasileira. Um paciente faleceu vítima do doença, outros três seguem internados, enquanto os demais já retornaram a Manaus. 

“A segunda onda chegou, ela será passageira, ela não veio para ficar. O coronavírus tem infecção cíclica. Ele causa um aumento de incidência mais depois reduz. E nós temos agora a grande arma que é a vacina”, finalizou. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário