Covid: Teresina reduz para 4 meses o intervalo para aplicação da dose de reforço

Nova regra vale para quem recebeu vacinas da Pfizer, Coronavac e AstraZeneca. Imunossuprimidos tomarão uma quarta dose.

21/12/2021 09:14h

Compartilhar no

A partir desta terça-feira (21), a dose de reforço da vacina contra a covid-19 será aplicada com quatro meses de intervalo da segunda dose. A redução do tempo para aplicação da dose de reforço de cinco para quatro meses, anunciada pela Fundação Municipal de Saúde (FMS), segue as determinações do Ministério da Saúde e vale também para todo o Brasil. A medida vale para a população em geral a partir dos 18 anos.

A exceção para esta rega será para as gestantes e puérperas – mulheres com até 45 dias após o parto – que continuarão seguindo o intervalo de cinco meses entre a dose anterior e a aplicação da dose de reforço das vacinas contra a covid-19.

Além de reduzir o intervalo de aplicação da dose de reforço, o Ministério da Saúde autorizou também a aplicação de uma quarta dose da vacina contra a covid para as pessoas imunossuprimidas. Essa dose adicional deverá ser recebida quatro meses após a aplicação da dose de reforço.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Vale lembrar que estas novas regras são válidas para quem cumpriu seu esquema vacinal com as vacinas da Pfizer, Coronavac e AstraZeneca. Quem recebeu o imunizante da Janssen segue o mesmo esquema já adotado, que é a administração da segunda dose (dose de reforço) com o mesmo imunizante no intervalo de dois meses.

“Quem já completou quatro meses da segunda dose já pode se dirigir aos pontos de vacinação drive-thru que a FMS está disponibilizando esta semana e tomar a dose de reforço”, explicou o presidente da Fundação, o médico Gilberto Albuquerque. Desta terça-feira (21) até a próxima quinta (23), Teresina está com quatro pontos de vacinação nas diferentes zonas da cidades funcionando das 09h às 17h. Os locais de vacinação são: Terminal do Zoobotânico, Terminal do Buenos Aires, Terminal do Livramento e Terminal do Parque Piauí.

Para se vacinar, é preciso apresentar um documento de identificação com foto, CPF ou cartão do SUS e o cartão de vacinação com registro das doses anteriores.

FMS aguarda definição do Ministério para vacinar crianças

A coordenadora da campanha de vacinação contra a covid-19 em Teresina, Emanuelle Dias, reforça que até o momento não existe previsão para o início da vacinação de crianças entre cinco e 11 anos de idade. “Estamos aguardando o envio da nota técnica pelo Ministério da Saúde, bem como das vacinas específicas para este grupo”, esclarece.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS

Deixe seu comentário