Cursos de capacitação profissional ajudam combater desemprego

A Fundação Wall Ferraz oferece cursos de Refrigeração e climatização”, “Eletricista predial”, “Bolsa artesanal”, “Corte e costura em tecido”, entre outros

17/09/2021 12:18h

Compartilhar no

Nessa época de pandemia, onde a taxa de desemprego se mostra elevada, os cursos profissionalizantes tem oferecido aos jovens que correm atrás do primeiro emprego ou querem abrir o próprio negócio e aos trabalhadores que buscam voltar ao mercado de trabalho, uma solução mais prática para esse problema.

Essa modalidade de ensino está em alta e vem se popularizando entre as pessoas em Teresina, e não apenas entre estudantes do ensino médio. Uma estratégia que se mostra eficaz em curto e médio prazo, já que a graduação tradicional possui uma duração média de quatro a seis anos até a sua conclusão, dependendo do curso. 

“Recentemente fiz o curso de recepcionista, onde tive um ótimo rendimento e agora pretendo levar todos os conhecimentos que adquiri para o mercado de trabalho”, ressalta Layla Costa, aluna do “Curso de Recepcionista – Voltado ao Turismo”, oferecido pela Fundação Wall Ferraz.

(Foto: Divulgação/FWF)

O curso de recepcionista teve a duração de apenas um mês, com início no dia 09 de agosto e finalização no último dia 10. “Esse curso foi muito importante, principalmente nesse momento de retomada das atividades do turismo, onde o setor tem agora mais exigências em função da pandemia. Nossos alunos também conheceram um pouco sobre o Piauí, as belezas de Teresina e ver a importância do turismo para nossa cidade, que recebe turistas que chegam a negócio ou com outros fins. Estamos felizes porque temos  pessoas qualificadas para receber melhor os turistas que chegam aqui”, afirma Flávia Geane, instrutora do curso.

Com um calendário intenso de atividades de qualificação profissional, que inclui workshops, palestras, lives, oficinas e cursos, a FWF já capacitou mais de mil pessoas neste primeiro semestre do ano. A grade de cursos é bastante diversificada, incluindo cursos de “Refrigeração e climatização”, “Eletricista predial”, “Bolsa artesanal”, “Corte e costura em tecido”, “Libras”, “Operador de micro”, “Agente de portaria”, “Confeitaria”, “Design de sobrancelhas”, “Balconista de farmácia”, “Práticas de camareira de hotelarias” e “Práticas de recepcionistas de hotelarias”, entre outros. “Me sinto mais preparada agora para tentar uma vaga no mercado de trabalho, uma vez que as partes teórica e prática do curso foram bem satisfatórias e irão me ajudar muito, tanto na minha profissional, quanto pessoal”, revela Tatiane Fernandes, aluna do aluna do “Curso de Recepcionista – Voltado ao Turismo”, oferecido pela Fundação Wall Ferraz.

Além de contribuir para que as pessoas cheguem mais qualificadas para o mercado de trabalho, as empresas, como um todo, também se beneficiam com os cursos de capacitação profissional. “Esse é outro aspecto positivo desse trabalho de capacitação profissional. Existe uma queixa generalizada de que faltam especialistas em diversas áreas de atuação; um déficit que os cursos oferecidos pela fundação também estão ajudando a erradicar gradativamente”, lembrou Maykon Silva, presidente da FWF.

Compartilhar no

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!


Deixe seu comentário