Em Teresina, 66% das cirurgias realizadas em julho no HUT são relacionadas a traumas

Foram 1.379 procedimentos cirúrgicos de urgência realizados nas especialidades de Ortopedia, Buco Maxilo facial e Neurologia

06/08/2022 15:59h - Atualizado em 06/08/2022 16:15h

Compartilhar no

Somente no mês de julho, 4.866 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) procuraram o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Segundo o levantamento, houve uma alta no número de cirurgias relacionadas a traumas, foram 1.379 procedimentos cirúrgicos de urgência realizados nas especialidades de Ortopedia, Buco Maxilo facial e Neurologia. O dado representa 66% de todas as cirurgias realizadas em julho no HUT.

O relatório da unidade de estatística do hospital, que integra a Fundação Municipal de Saúde (FMS), apontou ainda que 249 pessoas deram entrada no pronto atendimento por causa de agressões físicas, a grande maioria com lesões por armas brancas, um aumento de 14%, quando comparado com março (mês de menor procura). 

(Foto: Reprodução/Ascom HUT)

Os números revelam ainda outro recorde deste ano, 708 vítimas de acidentes com motocicletas foram atendidas somente em julho na unidade, um aumento de 19% de casos envolvendo esse tipo de transporte comparando com o mês anterior.

Na emergência, além dos casos envolvendo agressões físicas e acidentes com motos, os traumas oculares também registraram uma grande procura, foram 861 usuários na urgência oftalmológica. Fábio Marcos, diretor geral do HUT, lembra que para Oftalmologia o fluxo de atendimento nesses casos não exige a regulação pré-hospitalar, o paciente pode vir direto ao pronto atendimento do HUT.

O HUT é a única unidade hospitalar da rede pública na região que oferece atendimento 24 horas para casos que exijam assistência imediata nessa especialidade, vez que é referência em múltiplos traumas de alta complexidade. A unidade possui 375 leitos de cuidados clínicos, intensivos e semi-intensivos adultos e pediátricos.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS

Deixe seu comentário