Japa Cantora lança novo videoclipe "œBaixa da Égua" em Teresina

A produção surgiu após um comentário negativo na internet e aborda temas como autoestima e diversidade de gênero

10/02/2021 09:56h

Compartilhar no

Japa Cantora lançou, em suas redes sociais nesta terça-feira (09), o seu mais novo videoclipe “Baixa da Égua”, música gravada no bairro Torquato Neto, na Zona Sul de Teresina. A produção surgiu após um comentário negativo na internet e aborda temas como autoestima e diversidade de gênero. (Veja o clipe abaixo):

“Eu estive no protesto da classe artística aqui em Teresina e uma pessoa comentou nas minhas redes sociais que eu deveria ir para ‘baixa da égua’. Foi então que eu repercuti esse comentário, já que eu estava protestando pelo sustento dos meus filhos, e tive a ideia de fazer a música rebatendo a crítica. As pessoas dizem que eu fiz do limão uma limonada”, brincou a artista.


No clipe, a cantadora aparece em cima de um jumento e dança ao lado de outros artistas. O clipe foi gravado na Zona Sul de Teresina a pedido de um seguidor.

“Eu gosto muito de redes sociais e queria fazer um vídeo simples. Então eu pedi para os seguidores um lugar em Teresina que tivesse um jumento e um deles indicou o Torquato Neto. Então fomos para lá e gravamos com outros artistas e pessoas da rua, sem padrões e aleatório – como geralmente faço com outros vídeos que estão no YouTube”, completou.

Foto: Reprodução/ YouTube

A cantora comentou ainda a inserção de pessoas negras e LGBTQ+ na gravação. “É o público que me acompanha diariamente nas minhas redes sociais. E a inclusão, a diversidade, o empoderamento feminino é bastante importante. A adesão e repercussão está sendo muito boa”, conclui.

Mãe de dois filhos e casada com o produtor musical Diuliano Ramires, Japa soma mais de 140 mil seguidores no Instagram. No YouTube, a morena ultrapassou a marca de 210 mil visualizações. Além do seu talento musical, a artista é conhecida por ser bastante divertida e espontânea, seja no palco ou na sua rotina compartilhada nas redes sociais.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário