Jornalistas do Sistema O Dia conquistam três prêmios no concurso do MPPI

Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral disputaram na categoria Webjornalismo; já Isabela Lopes, Ithyara Borges e Emelly Alves, no Impresso.

15/12/2022 12:30h - Atualizado em 15/12/2022 18:16h

Compartilhar no

Cinco jornalistas do Sistema O Dia de Comunicação ganharam três prêmios no concurso de Jornalismo do Ministério Público do Piauí (MPPI). Os troféus foram conquistados nas categorias Webjornalismo e Jornalismo Impresso. Os prêmios foram entregues nesta quinta-feira (15) durante a Semana do MP 2022. Dos cinco prêmios disponíveis, três ficaram com os profissionais do Sistema O Dia de Comunicação.

As repórteres Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral ficaram em 1º lugar na Categoria Webjornalismo com a reportagem “Verbo Existir não cabe em um substantivo: a busca pela legitimidade e pela garantia do direito de ser em meio à violência e o preconceito". Na reportagem, as repórteres falaram sobre as dificuldades enfrentadas pelas pessoas LGBTQIAP+ e sobre o processo de descoberta da sexualidade e do gênero que, muitas vezes, é doloroso. Por meio de histórias de vida de diversos personagens, Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral discorreram sobre a falta de legislações que dificultam o combate à violência contra pessoas LGBTQIAP+.  

"Trouxemos a história de pessoas LGBT que sofrem preconceitos e falamos sobre um trabalho importante do Ministério Público em acompanhar esses casos e dar assistência a essas pessoas. É importante trazer esses dados paras que as pessoas saibam os seus direitos", ressalta a jornalista Nathalia Amaral.

As repórteres Maria Clara Estrêla e Nathalia Amaral (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

As jornalistas Ithyara Borges e Emelly Alves conquistaram o 1º lugar na categoria Jornalismo Impresso com a reportagem Deficiência Invisível: o desafio das crianças ostomizadas no Piauí”. As jornalistas escreveram sobre um tema que, muitas vezes, é invisibilizado pela sociedade, o que gera diversos preconceitos acerca da deficiência. Através da historia de duas crianças que tiveram suas vidas salvas pelo processo de ostomia, Ithyara Borges e Emelly Alves trouxeram a tona vozes que foram silenciadas. "É uma honra conquistar esse prêmio, principalmente por falarmos de um assunto tão impactante e que precisa de mais visibilidade", diz Emelly Alves.

As jornalistas Ithyara Borges e Emelly Alves (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

A repórter Isabela Lopes ficou em 2º lugar categoria Jornalismo Impresso. O prêmio veio a matéria A revitimização é prejudicial à saúde da vítima”. A jornalista destacou a importância do cuidado que se deve ter com a pessoa vítima de violência, de modo que ela não seja revitimizada, ou seja, tenha que reviver novamente aquele evento traumático.

A repórter Isabela Lopes ficou em 2º lugar categoria Jornalismo Impresso (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

Esta não é a primeira vez o que o Sistema O Dia é premiado no Concurso de Jornalismo do MPPI. Em todas as sete edições, o Jornal O Dia recebeu prêmios. Já o Portal O Dia, conquistou três vezes as premiações em 2020, 2021 e agora em 2022. A O Dia TV também já conquistou um prêmio em 2020. 

As conquistas evidenciam a excelência técnica dos profissionais e consolida o Sistema O Dia de Comunicação, com 72 anos de existência, como o veículo de maior credibilidade do Piauí.


(Fotos: Assis Fernandes/ODIA)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no