Mercado de trabalho: Centro de Reinserção vai ofertar cursos para dependentes químicos

A inauguração do Centro contou com as presenças do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e do deputado federal, Fábio Abreu

20/01/2022 11:27h

Compartilhar no

O Centro de Reinserção Padre Pedro Balzi foi inaugurado na manhã desta quinta-feira (20), no bairro Vermelha, em Teresina. A unidade especializada na reinserção social de dependentes químicos e alcoólatras – que vai ofertar cursos e oficinas para egressos de comunidades terapêuticas – está localizada na rua Rua Simplício Mendes, região Centro-Norte da cidade.

A inauguração do Centro contou com as presenças do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), e do deputado federal, Fábio Abreu.

A Coordenadora Estadual de Enfretamento às Drogas do Piauí (Cendrogas), Cida Santiago, disse que a unidade vai ofertar cursos e oficinas para egressos de comunidades terapêuticas com o objetivo de inseri-los no mercado de trabalho.


“Essas pessoas que, muitas das vezes sofrem preconceito da sociedade, são estigmatizadas, e através de uma qualificação profissional vão estar sendo inseridas no mercado de trabalho. Nós precisamos de fato ter essa visão de que essas pessoas precisam ter essa oportunidade”, conta.

“Essas pessoas terminavam o tratamento, mas não tinha nenhuma direção. Eles se perguntavam o fariam depois. Agora, serão encaminhadas para as comunidades terapêuticas e, ao terminar o tratamento, virão para o Centro e começam a sonhar com essa possibilidade de futuramente terem o seu trabalho”, completa.


Luciano Alves, de 38 anos, conta a sua experiência com o alcoolismo. Após perder o emprego em uma empresa multinacional por causa do vício, ele buscou ajuda na Fazenda da Paz e concluiu o tratamento em 1 ano e 20 dias. Agora, com o curso de técnicas agrícolas, que aprendeu na instituição, está apto a voltar ao mercado de trabalho.  

Foto: Tarcio Cruz/ODIA 

“O alcoolismo me tirou do trabalho e não tive mais forças ao longo dos anos. Perdi meu emprego como operador em uma empresa multinacional. Através da minha mãe conheci a Fazenda da Paz, onde passei 1 ano e 20 dias fazendo esse tratamento e hoje estou de volta totalmente com a mente aberta. Voltei a ser um homem digno. A Fazenda da Paz me deu as ferramentas para que eu não possa voltar para o mundo do álcool. Com o curso, conheci a área da agricultura, me formei e tenho vasto conhecimento para voltar com minha vida ao normal”, afirma.

O deputado Fábio Abreu fala sobre a destinação de emendas parlamentares para as comunidades terapêuticas.

“É fundamental esse tratamento e foco também dado para as mulheres que a cada dia a gente tem observado aumentar a presença no tráfico e, por consequência, usuária. Eu, particularmente, todos os anos, tenho indicado um percentual de emendas parlamentares para as comunidades. Nesse momento, esse apoio de todos os entes é fundamental porque nós temos que ter providências no sentido de cuidar dessas pessoas que são usuárias e, principalmente, o exercício do poder público para com essas pessoas”, finaliza. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário