Retornos dos ônibus em Teresina depende de negociação entre o Setut e trabalhadores

Sindicato das Empresas diz que já está em tratativas com o Sintetro para garantir que na segunda-feira a capital volte a ter toda a frota de ônibus nas ruas.

07/10/2021 11:21h - Atualizado em 07/10/2021 11:36h

Compartilhar no

Prefeitura de Teresina assinou acordo com os empresários de ônibus nesta quinta-feira (07) garantindo que a capital terá toda sua frota de ônibus circulando a partir da próxima segunda-feira (10). Mas a resolução definitiva do problema do transporte público de Teresina depende ainda de um último imbróglio: um acordo entre os empresários e os trabalhadores do setor.

Em conversa com o Portalodia.com, o secretário de assistência social do Sintetro, Francisco Sousa, explicou que a entidade aguarda um chamamento do Setut para a mesa de negociação que definirá os termos da convenção coletiva trabalhista da categoria.

 Dentre os pontos que serão discutidos estão o estabelecimento da remuneração mensal conforme o piso salarial e fim do pagamento por diárias, a definição da carga horária semanal de trabalho dos motoristas e cobradores, o pagamento de benefícios que a categoria tinha antes da crise como tíquete alimentação e plano de saúde, e a readmissão dos profissionais que foram demitidos ou tiveram os contratos suspensos durante a pandemia.


Retorno integral dos ônibus depende agora da negociação entre o Setut e os trabalhadores - Foto; Assis Fernandes/O Dia

Caso os trabalhadores e o Setut não cheguem a um acordo, o Sintetro diz que as chances do retorno integral dos ônibus na segunda-feira (10) são praticamente nulas. “Nós não podemos voltar se não soubermos qual é o nosso salário. Queremos a convenção coletiva que garanta nosso tíquete, nossa jornada e que diga quanto o motorista e o cobrador vão receber. Nós tínhamos um salário de R$ 2.020 antes da pandemia e estamos trabalhando por diária recebendo menos R$ 500 por turno. Isso é inconstitucional, portanto queremos nossa convenção assinada que nos garanta os direitos básicos”, disse Francisco Sousa.

Setut diz que já acionou o Sintetro para começar as conversas

Em conversa com o Portalodia.com, a assessora jurídica do Setut, Naiara Moraes, informou que os empresários já procuraram os trabalhadores para marcar a mesa de negociação sobre a convenção coletiva da categoria. De acordo com ela, este encontro deverá acontecer ainda esta semana para garantir que na segunda-feira Teresina volte a contar com toda sua frota de ônibus nas ruas.

“Com certeza ocorre essa semana inda, o diálogo sempre foi aberto. Precisamos explicar para eles o que foi aprovado e vamos fazer isso o mais rápido possível. Eu já contatei o advogado do presidente do Sintetro e aguardo apenas um retorno dele para que possamos marcar a reunião”, afirmou Naiara.


A advogada Naiara Moraes é assessora jurídica do Setut - Foto: O Dia

A advogada acrescentou que o Setut trabalha com o intuito de recontratar os profissionais que foram demitidos ou tiveram seus contratos suspensos durante a pandemia, mas que em um primeiro momento é preciso que as empresas restabeleçam suas capacidades financeiras. 

“Isso vai ser possível com os pagamentos que a Prefeitura negociou e que se referem a 2020. Vamos agora formar a comissão para guiar as discussões e referendar os valores relativos a 2021 e, a partir disso, será possível permitir aos empresários comprar novos ônibus para renovar e ampliar a frota, e também contratar mais gente para trabalhar”, finalizou a advogada.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário