Padre Francisco das Chagas morre aos 42 anos vítima de câncer em Teresina

Pároco na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Mafrense, na Zona Norte de Teresina, ele lutava há dois anos contra um câncer

25/12/2021 10:27h - Atualizado em 25/12/2021 11:32h

Compartilhar no

O padre Francisco das Chagas Santos Martins faleceu aos 42 anos, nessa sexta-feira (24), em Teresina. Pároco na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Mafrense, na Zona Norte de Teresina, ele lutava há dois anos contra um câncer.


“Agora, nosso pároco contempla Aquele a quem sempre tanto amou e dedicou sua vida. Seu sacerdócio foi uma entrega, uma dedicação de atenção, de fala, de ouvir e estar presente perante à comunidade e a Deus, como viveu seu lema sacerdotal”, disse por meio de nota nas redes sociais a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.


Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Arquidiocese de Teresina também se manifestou nas redes sociais. A igreja lamentou a morte de Chagas e prestou solidariedade aos familiares, amigos e paroquianos.

“Unidos pedimos a intercessão da Virgem Maria para que o acompanhe à morada celeste, onde ele agora contempla o rosto d'Aquele a quem tanto amou e serviu mesmo durante um tratamento doloroso. Enquanto Igreja de Teresina manifestamos a nossa solidariedade aos seus familiares, amigos e paroquianos a quem permaneceremos unidos através de oração”.

Padre Chagas foi ordenado em julho de 2009 em sua comunidade de origem, a paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, município de Demerval Lobão, em celebração eucartísca presidida por Dom Sérgio Rocha. Exerceu seu ministério na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Bela Vista, e depois foi transferido para a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde permaneceu até os dias de hoje.

O Padre Chagas está sendo velado na igreja matriz Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na Zona Norte da capital. O sepultamento está previsto para ocorrer às 16h em Demerval Lobão. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário