Prefeitura de Teresina explica cobranças de taxas em cemitérios

Os valores de terrenos para sepultamento na zona Norte variam de R$ 200,00 a R$ 400,00

12/05/2022 15:04h - Atualizado em 12/05/2022 15:10h

Compartilhar no

A Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas Norte (SAAD Norte) se manifestou nesta quinta-feira (12/05) sobre relatos nas redes sociais que criticavam os altos valores cobrados pela Prefeitura de Teresina para aquisição de terrenos e a construção de gavetas em cemitérios da região. 

Através de comunicado oficial, a SAAD Norte explicou que o valor de R$ 900,00 cobrado para a construção de gavetas não parte da Prefeitura, mas sim dos construtores que atuam nesse tipo de serviço no interior dos cemitérios da zona Norte e não possuem qualquer vínculo com a gestão. 

“Geralmente, os trabalhadores cobram cerca de R$ 900,00 pelo serviço e usam os seguintes materiais na construção: um saco de cimento, 30 latas de areia, três lajes e quatro filas de tijolos, além do valor de R$ 300 para os responsáveis por cavar a sepultura e R$ 200 para o pedreiro’, disse a SAAD Norte.

Foto: Assis Fernandes / O Dia

A construção da gaveta, porém, é uma exigência da gestão municipal que começou a vigorar em março do ano passado com a edição do Decreto N° 1.365, de 1º de dezembro de 1989, da então superintendente Ana Paula Santana. A partir de então, o valor começou a ser cobrado pelos construtores. 

A superintendência comentou ainda que a cobrança realizada pela Prefeitura de Teresina é referente ao terreno onde os corpos são sepultados. Na zona Norte, os valores variam de R$ 404 a R$ 214,00 (Cemitério Santo Antônio, no bairro Buenos Aires: R$ 404,00,; cemitérios da Santa Maria, na Santa Maria da Codipi e São João Batista, no bairro Santa Maria das Vassouras: R$ 214,00)

“Muitas pessoas ainda culpam a prefeitura pelo preço que os pedreiros cobram no cemitério para fazerem as gavetas, mas isso é um serviço particular, cada pedreiro coloca o seu valor. A prefeitura só tem controle do preço do terreno de cada cemitério”, informou o superintendente Daniel Carvalho.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário