Professor do Colégio das Irmãs morre de covid-19 em Teresina

O professor Rodrigo Correa Santos tinha 32 anos. Escola suspendeu as aulas do Ensino Infantil ao Ensino Médio nesta terça-feira (23).

23/03/2021 09:55h - Atualizado em 23/03/2021 10:19h

Compartilhar no

O professor Rodrigo Correa Santos, que lecionava no Colégio das Irmãs, em Teresina, faleceu na madrugada desta terça-feira (23) em decorrência de complicações da covid-19. Ele tinha 32 anos. Por meio de nota, o Colégio das Irmãs lamentou a partida precoce do professor e anunciou que suspendeu as aulas presenciais e remotas da Educação Infantil ao Ensino Médio no dia de hoje.


Rodrigo Correa Santos tinha 32 anos - Foto: Reprodução/Instagram

"O Colégio Sagrado Coração de Jesus lamenta o falecimento do Professor Rodrigo Correa Santos, ocorrida na madrugada de hoje, 23 de março. Sentimos profundamente a dor pela partida precoce de um colega que viveu partilhando amizade, carinho e amor com todos quantos lhe honraram a saudável companhia. É triste e doloroso o momento", disse a escola em suas redes sociais.

Esta é a segunda morte de professor da rede particular de ensino em Teresina por causa da covid-19 em apenas três dias. No último dia 20, o professor de História Francisco Carlos de Sousa Ferreira, o Chico Carlos, faleceu em decorrência da doença na capital. Ele lecionava no Colégio CPI.

Sindicato recebeu 30 relatos de covid-19 nas escolas em duas semanas

Em recente entrevista ao Portalodia.com, o representante do Sindicato dos Professores de Escolas do Piauí (Sinpro-PI), professor Marcelo Amorim, disse que a entidade chegou a receber até 30 relatos de covid-19 entre alunos e funcionários da rede privada em apenas 15 dias. Marcelo classificou a situação como insustentável e clamou para que as aulas presenciais do sistema híbrido fossem suspensas em razão da elevação nos casos e óbitos. A entidade chegou a encaminhar ofício ao Sindicato dos Donos de Escolas Particulares do Piauí (Sinepe-PI) pedindo que as aulas presenciais fossem suspensas, mas a solicitação não foi atendida. Em nota, o Sinepe alegou que os estabelecimentos de ensino estão seguindo todos os protocolos sanitários, o que garante a segurança de alunos, professores e funcionários.

Professor faz apelo pela suspensão das aulas presenciais

Na semana passada, o professor Ajosé Fontenele, professor de Literatura e Linguagens que leciona há 25 anos na rede particular de Teresina, usou suas redes sociais para postar um vídeo em que faz um apelo pedindo a suspensão das aulas presenciais em Teresina em razão do adoecimento de profissionais e alunos. Ele foi contaminado pelo coronavírus, passou duas semanas internado e, mesmo sem precisar ter ido para UTI, disse estar debilitado em casa e ainda impossibilitado de dar aulas, mesmo remotas.

Ajosé pediu que a sociedade observe quantos professores e estudantes têm adoecido com covid-19 nas últimas semanas e se faça a seguinte pergunta: o que custa trabalhar de maneira remota? O professor diz: "Dezenas de amigos meus estão passando pela mesma situação. Por que os que ainda estão com saúde não podem ficar em casa de maneira remota? A gente vai ficar nessa alternância? Um grupo adoece enquanto o outro trabalha?".

Ajosé finaliza questionando o que custa trabalhar de maneira remota. "Não estou aqui pedindo para que as aulas sejam interrompidas não. Eu quero é trabalhar, mas nós nãos conseguimos se não respirarmos. E nós precisamos de oxigênio. Rezo a Deus para que não seja preciso um colega de profissão falecer para que entendem que essa doença não é brincadeira. Sabe o que é tentar respirar e não conseguir?", clamou Ajosé.

Depois que o vídeo dele foi postado nas redes, Teresina registrou duas mortes de docentes da rede particular em decorrência da covid-19.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no