Sanatório Meduna pode ser transformado em Parque Tecnológico

A antiga capela do Meduna será transformada em uma na Capela Universitária

08/12/2020 17:32h - Atualizado em 08/12/2020 17:37h

Compartilhar no

O antigo Sanatório Meduna , na zona Leste de Teresina, pode ser transformado em um Centro Cultural ou até mesmo em um Parque Tecnológico ligado à Universidade Federal do Piauí (UFPI). Os esforços para a revitalização do espaço é encabeçada pelo novo Reitor da UFPI, Gildásio Guedes , e o desembargador Brandão Carvalho, que visitaram o local nessa terça-feira (08).

Para Gildásio Guedes, é necessário uma grande esforço dos vários setores da sociedade para que as mudanças no local aconteçam. Ele comunicou que os pesquisadores da UFPI estão disponíveis para contribuir com a transformação do antigo sanatório em espaços que possam contribuir com a população de Teresina.

Visita de autoridades ao Meduna (Foto: Divulgação / UFPI)

“Estamos iniciando uma forte mobilização com a sociedade, para que o antigo Meduna possa se converter num centro disseminador de cultura, e, dependendo das tratativas que faremos, até mesmo abrigar o Parque Tecnológico”, disse o Reitor.

A comitiva acompanhou a reforma que é realizada na antiga capela do Meduna e que será transformada em uma na Capela Universitária. A obra já foi iniciada e tem previsão de entrega no prazo de três meses. A capela será revitalizada com a reforma do telhado, pintura, recuperação de portas, instalações elétricas e construção de novas salas para religiosos e de novos banheiros, adaptados, para o público em geral.

As autoridades visitaram aios pavilhões, pátios e instalações, que abrigavam 120 leitos. O Sanatório Meduna foi fundado 1954 pelo médico Clidenor de Freitas Santos, um dos pioneiros da psiquiatria piauiense, e foi desativado em 2010.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Otávio Neto

Deixe seu comentário