VÍDEO: sem iluminação pública, teresinenses temem fazer exercícios na Marechal

População colocou uma placa no local pedindo que o prefeito Dr. Pessoa “devolva as luminárias”.

10/11/2021 12:02h - Atualizado em 10/11/2021 13:42h

Compartilhar no

Os teresinenses que passam pela Avenida Marechal Castelo Branco nos últimos dias têm se deparado com escuridão e medo. É que os postes de iluminação pública que margeiam a via do lado do Rio Poty estão sem funcionar. Contribui para a sensação de insegurança a o fato de a mata fechada às margens do rio facilitarem o esconderijo de criminosos.

Revoltados com a situação, as pessoas que utilizam o passeio da Marechal para se exercitar ou só para passear mesmo resolveram se dirigir diretamente à Prefeitura de Teresina com uma placa colocada na calçada em que se lê “Dr. Pessoa, devolva as luminárias do calçadão da Marechal”. Um vídeo recebido pelo Portalodia.com mostra a situação.


Para evitarem o risco dos assaltos e a sensação de medo, os atletas que se exercitam pela Marechal Castelo Branco têm buscado correr em grupos e cada vez mais cedo. “Dependendo do horário, a gente faz treino do final da tarde mais para o começo da noite, porque depois fica escuro. Mesmo com o posto da Guarda Municipal, como a avenida é muito ampla, a gente ainda fica com aquela sensação de insegurança”, relata o triatleta João Luís de Brito.

Ele conta que treina geralmente acompanhado de alguém em uma bicicleta ou em grupo para evitar se sentir mais exposto, mas disse que espera mais investimentos por parte do poder  público nos espaços de uso comum que podem ser aproveitados por quem pratica esportes em Teresina.


Placa cobra uma ação do poder público - Foto: Reprodução

“Acho que poderia ter um investimento maior nessa área tanto na Avenida Marechal quanto em outras vias. Fazem ciclofaixa, mas geralmente é toda esburacada. As pistas de corrida de alguns bairros têm desníveis que dificultam o desempenho do atleta. Então precisa de um olhar melhor nessa questão”, finaliza João.

Ao Portalodia.com, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) informou que durante vistoria realizada na semana passada, na Avenida Marechal Castelo Branco, foi constatado que a via apresenta trechos sem iluminação devido ao furto de cabos. O órgão afirma ainda que a reposição do material já foi iniciada. Veja a nota na íntegra:

NOTA SEMDUH

"Durante vistoria realizada na semana passada, na Avenida Marechal Castelo Branco, constatamos que a via apresenta trechos sem iluminação devido ao furto de cabos. Em apenas cinco meses, esta é a sexta ocorrência desse tipo no local.

A vistoria constatou que metade da avenida sofreu roubo de cabos, especialmente nos seguintes trechos:

- da frente da Assembleia Legislativa até o Condomínio Beverly Hills

- após o Shopping Rio Poty

- entre a Ponte Estaiada e a Avenida Duque de Caxias. Este é o trecho que tem mais postes apagados.

A SEMDUH já fez o levantamento dos itens furtados e iniciou a reposição. A previsão é que tudo seja normalizado em até 10 dias porque o volume de material furtado foi bastante expressivo.

Já havíamos realizado o serviço de modernização das luminárias da Avenida Marechal Castelo Branco. As antigas luminárias foram substituídas por luminárias de LED e os postes foram padronizados.

Para evitar furtos, as equipes fizeram a concretagem da caixa de energia, mas ainda assim a caixa foi arrombada.

O roubo de cabos tem sido um grave problema enfrentado pela Prefeitura de Teresina. Somente neste ano, mais de 100 ocorrências foram registradas na capital, causando transtornos para toda a população.

As equipes correm contra o tempo para repor a iluminação quando esses furtos acontecem, mas muitos materiais precisam ser comprados e isso demanda algum tempo, então a população acaba passando alguns dias sem energia nessas vias.

Já estamos substituindo os fios de cobre por fios de alumínio, que têm menor valor no mercado clandestino, e também estamos concretando as caixas de energia, mas ainda assim, os furtos continuam acontecendo. É um grave problema de segurança pública".


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário