Parnaí­ba

Acusado de matar mulher e esconder corpo embaixo da cama é condenado a 46 anos de prisão

Em agosto de 2020, o acusado matou a vítima com golpes na cabeça; Após o crime, o réu passou a subtrair os eletrodomésticos de Maria José e trocá-los por drogas.

11/10/2022 16:12h - Atualizado em 11/10/2022 16:17h

Compartilhar no

Evaldo Machado dos Santos, de 34 anos, foi condenado a 46 anos de prisão pelo crime de feminicídio de sua companheira, Maria José Soares Maciel, de 60 anos. O julgamento ocorreu nesta segunda-feira (10), na sede do Fórum da Comarca de Parnaíba. 

Em agosto de 2020, o acusado matou a vítima com golpes na cabeça e escondeu o corpo debaixo da cama. Após o crime, o réu passou a subtrair os eletrodomésticos de Maria José e trocá-los por drogas.


Leia também: Sasc nega que menina de 12 anos foi violentada dentro de abrigo 

(Foto: Reprodução/MPPI)

O corpo da vítima foi encontrado em estado avançado de decomposição após os seus filhos comunicarem o desaparecimento à polícia. Ao ser localizado, o acusado negou os fatos, mas como não havia sinais de arrombamento e ele fora visto na residência durante todo o final de semana, os policiais o prenderam em flagrante.

A sessão de julgamento teve mais de 8 horas de duração e o Conselho de Sentença reconheceu os crimes nos termos apresentados pelo Ministério Público. Evaldo dos Santos foi denunciado pelo crime de feminicídio, com a causa de aumento em razão da vítima ter mais de 60 anos, além do crime de furto qualificado. Sua pena foi fixada em 46 anos de reclusão, em regime fechado.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações do MPPI