Concurso da PM: lista de aprovados para fazer matrícula deve sair até agosto

Em entrevista, o comandante da corporação, coronel Lindomar Castilho, anunciou que o curso de formação começará imediatamente após as matrículas dos aprovados.

23/03/2022 11:09h - Atualizado em 23/03/2022 12:00h

Compartilhar no

A lista dos aprovados finais no concurso da Polícia Militar do Piauí deverá ser divulgada pelo Nucepe (Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos) até agosto deste ano. Assim que os aprovados tiverem seus nomes tornados públicos, a corporação deve fazer a matrícula para imediato início do curso de formação. A informação foi confirmada pelo comandante geral da PM, coronel Lindomar Castilho.

No atual momento, o certame se encontra na fase dos exames médicos para os aprovados na prova realizada no dia 30 de janeiro. A próxima fase é a dos exames de aptidão física e deve começar no dia 14 de abril. O concurso é o maior da história da PMPI, de acordo com o coronel Lindomar Castilho. São 1.040 vagas, sendo mil para o cargo de soldado e 40 para o cargo de oficial.

O efetivo dos aprovados no certame será empregado no reforço do policiamento no interior do Estado. “A expectativa é grande, porque com esse efetivo vamos ter condições de reforçar todas nossas unidades tanto na capital quanto no interior. A previsão é que os aprovados sejam alocados no interior, mas vamos ter como movimentar nossa tropa de lá para cá para que possamos realmente reforçar também nossas unidades em Teresina”, pontuou o coronel Lindomar Castilho.

Coronel Lindomar Castilho, comandante da Polícia Militar do Piauí - Foto: Reprodução

A expectativa é que com as novas contratações, algumas cidades do interior piauiense que ainda não possuem um Grupamento de Polícia Militar passem a contar com o serviço sem depender de batalhões de municípios vizinhos para atendimento de ocorrências e policiamento ostensivo.

PM vai oferecer curso de autoproteção aos policiais do Piauí

Durante o evento de inauguração de Mobilidade Urbana no Parque Jurema na manhã desta quarta-feira (23), o coronel Lindomar Castilho comentou também o crescente número de policiais vítimas da ação de criminosos em Teresina. Há duas semanas, um PM foi baleado na cabeça no bairro Itarar durante uma tentativa de assalto. Ontem (22), um cabo da PM foi vítima de um atentado no bairro Vale Quem Tem.

O comandante da Polícia Militar lamentou os ocorridos e disse ser inadmissível que um militar que trabalha dia e noite na segurança pública seja vítima de criminosos. Lindomar Castilho anunciou a criação de um curso de autoproteção policial para preparar oficiais e praças para eventuais atentados.

“Vamos oferecer aos policiais as condições de defesa e um treinamento com armamento e munição para que eles não possam ser vítimas de qualquer criminoso que possa estar percorrendo o perímetro por onde ele atua. O policial não pode ser vítima esteja ele fardado ou não”, explicou o comandante da PM.

Lindomar Castilho não deu datas, mas disse que o curso de autoproteção se baseará, dentre outros, nas pesquisas desenvolvidas por um oficial da corporação que fez curso superior em São Paulo e desenvolveu uma tese sobre a autodefesa da PM.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário