Adolescente suspeito de invadir site do Governo do Piauí é apreendido

De acordo com os investigadores, o jovem integra o grupo hacker Paraná Cyber Máfia

08/07/2022 15:15h - Atualizado em 08/07/2022 15:22h

Compartilhar no

Um adolescente de 17 anos foi apreendido nesta sexta-feira (08/07) em Curitiba, no Paraná, suspeito de ser o hacker responsável por invadir o site do Governo do Piauí e de órgãos de outros estados. A apreensão aconteceu após investigação da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).


Leia tambémLíder do PCC é preso suspeito de participação em cinco homicídios 


De acordo com os investigadores, o jovem integra o grupo hacker Paraná Cyber Máfia, que mantém uma página do Twitter e já atuou na invasão de diversos sistemas da internet. Em março deste ano, o jovem comandou a derrubada do site do Governo do Distrito Federal (GDF), ação que deu início às investigações.

Foto: Divulgação / PCDF

A tela de entrada do portal do governo ostentava a imagem clássica da franquia do filme norte-americano Purge — conhecida por ter um palhaço armado, com a bandeira dos Estados Unidos como máscara. Os policiais trabalharam para identificar o servidor e o computador de onde teria partido o ataque.

“Quem diria que um plugin desatualizado me daria acesso ao servidor do Governo do Distrito Federal… Não adianta de nada esse Firewall aí com esse plugin desatualizado porra. Alguém chama a equipe de TI do TSE para cuidar desse servidor aqui. HAHAHA. Com certeza ficará ‘inhackeavel’. Achei que era em Brasília que o pessoal levava a segurança a sério. Acho que me enganei. Pau no cu de todos os engravatados de Brasília. Vão se fuder seus vermes parasitas” (sic), dizia a mensagem.

O jovem também teve participação na invasão de sistemas Goiás, Paraná e Rio Grande do Sul e ainda atacou sites da prefeitura de Macapá (AP) e páginas dos governos de Rondônia, Amazonas e Rio de Janeiro.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informação da PCDF

Deixe seu comentário