Frango Potiguar: tio assumiu assassinatos para livrar filho e sobrinho da prisão

A informação foi confirmada pelo advogado de defesa da família após os três serem presos nesta terça (08)

08/02/2022 08:46h - Atualizado em 08/02/2022 12:22h

Compartilhar no

Atualizado às 9h10

Dando cumprimento ao terceiro mandado de prisão, a Polícia Civil do Piauí conseguiu localizar João Paulo Carvalho, que foi considerado foragido. A prisão do empresário aconteceu em Teresina, após seu tio e primo, Francisco das Chagas e Guilherme, terem sido presos. Segundo a polícia, João Paulo estava no escritório do advogado quando soube dos cumprimentos de mandados e entrou em contato com polícia para se apresentar.

Segundo o advogado de defesa, Lúcio Tadeu, o tio de João Paulo, Francisco das Chagas não tem participação no crime, apenas que assumiu a autoria.

Matéria original

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu, na manhã desta terça-feira (08), mandados de prisão e busca e apreensão contra o servidor público, Francisco das Chagas Sousa, e o advogado, Guilherme de Carvalho, suspeitos de matar os adolescentes Luian Ribeiro de Oliveira (16) e Anael Natan Colin Souza da Silva (17) no dia 13 de novembro de 2021. Os dois presos são tio e primo do empresário João Paulo Carvalho, dono do Frango Potiguar.

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, já havia adiantado que, no dia do crime, outras pessoas estavam na residência no momento em que os jovens foram amarrados e colocados dentro de um veículo, e que elas também seriam ouvidas. Durante o cumprimento de mandado nesta terça-feira, João Paulo Carvalho não foi localizado nos endereços que forneceu, sendo, então, considerado como foragido.

Luian Ribeiro de Oliveira e Anael Natan Colin Souza da Silva (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Em entrevista a uma emissora local, o delegado destacou que nos últimos dias novas versões sobre o caso surgiram, se aproximando do que realmente teria acontecido no dia do crime. Luccy Keiko pontuou que ainda há muito a ser esclarecido, especialmente o modo como os adolescentes foram torturados.

"Tem muita coisa para ser esclarecida, principalmente sobre a sessão de espancamento que esses dois menores sofreram no interior da residência. Esses meninos foram espancados, torturados no interior da casa, lá havia pelo menos quatro homens: o Francisco, Guilherme, João Paulo e o Amauri. Com essas prisões nós precisamos avançar mais sobre a conduta de cada um deles, é um crime complexo, grave. O que a gente sabe é que quando eles foram colocados no carro eles já estavam com a intenção de executá-los. Essa história de que no meio do caminho mudaram de ideia, isso é conversa fiada", frisa Luccy Keiko.

João Paulo de Carvalho Gonçalves Rodrigues (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

O delegado geral também comentou que, logo após a prisão de João Paulo Carvalho, os suspeitos combinaram uma versão para a história, de forma a obstruir as investigações da Polícia. 

"Eu falo obstrução no sentido de que quatro pessoas chegaram no DHPP com uma história bem semelhante que certamente foi combinada entre eles, imputando toda a autoria ao senhor Francisco, que é um idoso de 70 anos.  Foi uma versão frágil que eles tentaram colocar para a polícia que não prosperou. Depois disso, um deles, o Amauri Mendes Freitas, que até agora não figura como indiciado, procurou a polícia  e relatou que realmente o João Paulo e o Guilherme teriam ido ao local seriam os executores do crime”, relatou.

João Paulo Carvalho foi preso no dia 25 de janeiro deste ano, mas foi solto após prestar depoimento da Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O DIA apurou que o empresário apontou um tio e um sobrinho como autores do crime enquanto esteve preso por 9h. 

Entenda o caso

Luian Ribeiro de Oliveira e Anael Natan Collins desapareceram após saírem para festas na madrugada do dia 13 de novembro de 2021 em Teresina. Nas redes sociais, a família pedia ajuda para encontrá-los. Os jovens foram vistos pela última vez em um sítio, na zona Leste da capital.

Conforme o relato da mãe de um dos jovens, eles eram bem próximos e sempre saiam juntos. Ainda na noite de sábado, a motocicleta que os adolescentes utilizavam foi encontrada próximo ao sítio onde ocorreu uma festa da qual eles participaram. 

Após realizarem os interrogatórios e ouvirem as testemunhas, a polícia obteve a informação de que homens foram vistos em um veículo discutindo com Luian e Anael antes do desaparecimento. Os corpos foram encontrados no dia 15 de novembro de 2021, no Povoado Anajás, e a suspeita era que as mortes tinham sido motivadas por briga de trânsito.


Matéria em construção... aguarde mais informações.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Por: Com informações de Tony Silva, da ODIA TV

Deixe seu comentário