Greco prende "Justiceiro" acusado de torturar namorada de integrante de facção rival

Nas imagens, é possível ver S. C. sendo torturada com um pedaço de madeira, enquanto é obrigada a fazer a referência ao PCC.

10/06/2022 12:45h - Atualizado em 10/06/2022 13:45h

Compartilhar no

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu, na manhã desta sexta-feira (10), um integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), identificado como Pedro Vitor Fernandes Costa Gomes, vulgo Justiceiro, acusado de praticar tortura contra uma jovem identificada pelas iniciais S. C. O. S. O crime ocorreu no ano passado.


Leia também: Homem condenado por matar PM volta ao banco dos réus por assassinar o sogro 


Foto: Divulgação/Greco

Segundo o coordenador do Greco, o delegado Tales Gomes, a vítima foi torturada pelo "Tribunal do Crime" após começar a namorar um integrante da organização criminosa rival. O crime ocorreu na presença da mãe da jovem.

Nas imagens, é possível ver S. C. sendo torturada com um pedaço de madeira, enquanto é obrigada a fazer a referência ao PCC. "Eu era do 40, tô pegando a disciplina e agora tô no três [sic]", diz a vítima no vídeo. O 40 é o número que faz alusão a facção criminosa Bonde dos 40, enquanto o PCC é referenciado pelo número três. 

No momento da prisão, policiais do Greco, coordenados pelo delegado Tales Gomes e com apoio operacional da Core, apreenderam em posse de Justiceiro uma grande quantidade de droga, balança de precisão e joias. Além de Justiceiro, também foi preso Ricardo Ferreira Lima. Ambos foram autuados por tráfico e associação para o tráfico. 

Foto: Divulgação/Greco

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário