Homem é condenado a prisão por perseguir ex-companheira e ex-sogra no Piauí

A mulher descobriu que estava grávida e observou mudança de comportamento no homem

04/11/2022 15:49h - Atualizado em 04/11/2022 16:12h

Compartilhar no

Um homem de iniciais A.C.S foi condenado  a um ano e sete meses de reclusão pelos crimes de stalking (perseguição), dano psicólogo e lesão corporal contra sua ex-companheira e a ex-sogra comenditos no município de Miguel Alves, no Norte do Piauí. Ele foi condenado ainda ao pagamento de R$ 5.000 para cada vítima.


LEIA TAMBÉMMiguel Alves: Acusado de matar ex-mulher que se negou a ser amante vai a julgamento 


De acordo com a denúncia, a ex-companheira relatou que iniciou o relacionamento com o condenado em novembro de 2021. A mulher descobriu tempo depois que estava grávida e observou mudança de comportamento no homem. Segundo ela, o então companheiro se tornou agressivo.

Foto: Reprodução

A mulher disse que a primeira agressão que recebeu foi um tapa e logo depois os atos evoluíram para ameaças, agressões físicas e psicológicas. Nos autos do processo, consta que após o término do relacionamento o homem passou a rondar a residência da vítima e a jogar pedras na casa.

Ele chegaram a reatar o relacionamento após perdido de perdão do acusado, mas terminaram novamente depois que a mulher foi espancada novamente e ameaçada de morte pelo réu por motivos de “ciúmes”.

O homem também enviou foto de uma arma para a vítima. Em julho de 2022, ela conseguiu sair de casa e se deslocar até o hospital após o réu ameaçá-la e à sua mãe, onde recebeu orientação para fugir para Teresina e registrar o boletim de ocorrência. O réu chegou a ameaçar de expor fotos íntimas da mulher. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações do TJPI