Praticantes de esportes com arma de fogo têm necessidade de defesa aprovada no Piauí

A matéria precisa agora da sanção da governadora Regina Sousa (PT) para começar a vigorar do Piauí.

26/05/2022 17:21h - Atualizado em 26/05/2022 17:36h

Compartilhar no

As pessoas que praticam atividades esportivas que envolvam arma de fogo tiveram o risco da modalidade e a necessidade de defesa reconhecida pela Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). Um Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Coronel Carlos Augusto (MDB) que promove esse reconhecimento foi aprovado no plenário da Casa nesta quinta-feira (26/05).


Leia também"É um 2º turno dentro do 1º”, diz Severo sobre eleição para o governo 


“Temos um grave problema, que é o de atiradores desportivos não terem meio de defesa no caso de serem atacados em tantos outros deslocamentos que se fazem necessários em sua atividade, quando transportam bens de valores e de grande interesse para criminosos - armas e munições”, explicou Carlos Augusto.

Foto: Divulgação / Alepi

Com a provação, fica reconhecido no Piauí o risco e a necessidade “de defesa do Caçador, Atirador e Colecionador integrantes de desporto legalmente constituído”. 

Novo exame psicológico

 A Alepi aprovou ainda um projeto do deputado que permite a realização de novo exame psicológico, de saúde e de aptidão física a oficiais e praças da Polícia Militar do Estado (PMPI) que estão na ativa em condição de “sub judice” e com tempo de efetivo serviço superior a cinco anos.

A duas matérias precisam agora da sanção da governadora Regina Sousa (PT) para começar a vigorar do Piauí. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da Alepi

Deixe seu comentário