Suspeito de assassinar sargento do Exército é preso em Teresina

José Rodrigues é co-autor do latrocínio do sargento e pilotava a motocicleta no dia do crime

17/05/2022 13:24h

Compartilhar no

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu, na manhã desta terça-feira (17), José Rodrigues de Oliveira Neto, conhecido como “Palito”, suspeito de assassinar a tiros o sargento do Exército Brasileiro, Buranday Andrade Silva, de 41 anos. O crime ocorreu por volta das 21h45 do dia 10 de abril deste ano, no bairro Parque Piauí, zona Sul de Teresina.

José Rodrigues de Oliveira Neto, conhecido como “Palito” (Foto: Assis Fernandes/ODIA)

A prisão aconteceu na Vila São José, zona Sul de Teresina. Segundo o delegado Danúbio Dias, responsável pela investigação, José Rodrigues é co-autor do latrocínio do sargento e pilotava a motocicleta no dia do crime, além de ter fornecido a arma de fogo utilizada para praticar os assaltos e matar o Buranday Andrade. O comparsa do acusado continua foragido.

Esse indivíduo é um dos co-autores do crime de latrocínio contra a vítima Buranday, cujo fato ocorreu no dia 10 de abril deste ano, no Parque Piauí. As investigações apontaram que ele, juntamente com outro indivíduo que é procurado nosso, os dois roubaram a moto utilizada no crime e naquele dia em questão passaram o dia praticando crimes no bairro do Parque Piauí, adentrou pela noite e acabou culminando com o óbito do Buranday”, disse o delegado.

Buranday Andrade Silva era lotado no 25° Batalhão de Caçadores do Exército Brasileiro (25° BC). 

Dinâmica do crime

O delegado Danúbio Dias contou como ocorreu a dinâmica no dia do crime. Segundo ele, José Rodrigues pilotava a motocicleta e realizou vários roubos em companhia de um comparsa. Na sequência, se dirigiram ao trailer em que o Buranday se encontrava com os amigos.

“O garupa da moto estava armado com um revólver e era ele que abordava as vítimas enquanto o outro indivíduo [José Rodrigues] esperava o parceiro. Na ocasião, o garupa desceu, abordou duas vítimas, dois clientes, que não reagiram. Foram subtraídos celulares e dinheiro das vítimas. Enquanto eles fugiam, Buranday notou o roubo, tentou abordá-los e eles reagiram, atirando contra ele. Pelo menos dois disparos foram efetuados contra a vítima e um tiro atingiu fatalmente o sargento”, relatou o delegado.

Sargento do Exército Buranday Andrade Silva (Foto: Reprodução/redes sociais)

Danúbio Dias enfatizou que os indícios da investigação são convincentes e que as câmeras de segurança não deixam dúvidas quanto à identidade dos indivíduos, além das informações que foram coletadas ao longo da investigação 

A Polícia não descarta que José Rodrigues faça parte de facções criminosas 

José Rodrigues é acusado de matar advogado em 2017

José Rodrigues de Oliveira já tinha sido preso por assassinar o advogado Ozires Machado Neto, em 2017, com um tiro na cabeça. O crime aconteceu no dia 11 de setembro, no bairro Saci, zona Sul de Teresina. José Rodrigues, em companhia de outros três homens, abordaram a vítima, efetuaram um disparo de arma de fogo e fugiram. Ozires chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu aos ferimentos e veio à óbito no dia 12 de setembro.

De acordo com o delegado Danúbio Dias, José Rodrigues forneceu o veículo utilizado na noite do latrocínio do advogado.

Ozires Machado Neto (Foto: Reprodução/redes sociais)

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário