Suspeito de furtar cabos de energia da Igreja São Benedito é preso no Centro de Teresina

O furto ocorreu na véspera da Caminhada da Fraternidade, na última sexta-feira (10).

14/06/2022 13:09h

Compartilhar no

Um homem identificado como Ivanildo Gomes, conhecido como "Índio", foi preso por policiais do 1º Distrito Policial na manhã desta terça-feira (14), suspeito de ter furtado cabos de energia da Igreja São Benedito. O furto ocorreu na véspera da Caminhada da Fraternidade, na última sexta-feira (10).

Foto: Pedro Cardoso/O Dia

Segundo o titular do 1º DP, o delegado Sérgio Alencar, o homem está em situação de rua e é suspeito de ter participado de outros arrombamentos a estabelecimentos comerciais no Centro de Teresina. "Não temos a menor dúvida de que ele é um dos principais arrombadores noturnos do Centro de Teresina nos últimos meses. Às vezes ele age sozinho, às vezes com comparsa. Há várias investigações em curso, que se iniciaram a partir de denúncias de comerciantes e de pessoas que residem no centro. Certamente, em médio prazo, daremos resposta a todas essas ocorrências", afirmou.

Foto: Pedro Cardoso/O Dia

De acordo com o delegado, por ser usuário de drogas, o suspeito furta a fiação para vender para terceiros e o dinheiro obtido com a venda é usado para comprar entorpecentes. Parte da fiação furtada na Igreja foi recuperada pela polícia.

Em entrevista à O DIA TV, Ivanildo Gomes negou ter participação no crime. "Estou preso inocente, estava dormindo. Agora cabe ao padre vir aqui me reconhecer e ver se fui eu que roubei a igreja dele. Estou sendo acusado de uma coisa que eu não fiz. Esse material não estava comigo", disse.

Foto: Pedro Cardoso/O Dia

O suspeito está detido no 1º DP e será encaminhado à Central de Flagrantes de Teresina. O padre da Igreja São Benedito esteve presente no distrito policial para reconhecer o material apreendido.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Com informações de Tony Silva.

Deixe seu comentário