Câmara cria comissão especial após Dr. Pessoa determinar investigação na Saúde

O grupo será comandado pelo vereador Deolindo Moura (PT) que será o presidente da comissão

07/02/2023 12:44h

Compartilhar no

A Câmara Municipal de Teresina aprovou na manhã desta terça (07) a criação de uma comissão especial para apurar as denúncias apresentadas pelo vice-prefeito da capital, Robert Rios Magalhães. O ex-deputado acusou a gestão da FMS de cometer irregularidades ao realizar pagamentos milionários sem o devido empenho. Em contrapartida o Prefeito de Teresina também criou uma Comissão para a realização de uma auditoria na FMS.


Leia Mais: 

O grupo será comandado pelo vereador Deolindo Moura (PT) que será o presidente da comissão, já o autor do requerimento, o vereador Leonardo Eulálio (PL) será o relator da comissão.

FOTOS: Assis Fernandes/ O DIA

Médico e um dos críticos da crise na saúde, Leonardo Eulálio explicou como funcionará o grupo de trabalho. “A comissão tem o poder investigativo e foi assinado por 23 vereadores. O intuito da casa é fazer uma averiguação e propor soluções para esse caos na saúde. Vamos convocar MP, Prefeitura, entidades de classe e se for o caso até as policias. As pessoas que fizeram parte da gestão da FMS também serão convocadas. Ao final vamos encaminhar aos órgãos de direito as conclusões. Queremos concluir em 30 dias, podendo estender em 15 dias o trabalho”, afirmou.

Já o líder de Governo, Antônio José Lira (Republicanos) rebateu a criação da comissão e destacou que a Prefeitura já investiga com transparência as denúncias. “O Prefeito já está trabalhando com muita transparência, tanto que ele colocou o vários técnicos a frente da auditoria que será feita pela Prefeitura. O próprio Procurador-Geral do município está a frente da auditoria. É papel do parlamento cobrar e fiscalizar a Câmara está sendo prudente, mas o Prefeito está dando total transparência ao processo”, finalizou.  

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no