Dudu e Edson Melo debatem segundo turno da eleição presidencial

Os vereadores defendem o posicionamento de seus candidatos, que lutam voto a voto por um resultado satisfatório no dia 30 de outubro

19/10/2022 17:09h - Atualizado em 19/10/2022 19:25h

Compartilhar no

Faltando 11 dias para o segundo turno da eleição presidencial, aliados políticos dos candidatos Jair Bolsonaro (PL) e Luís Inácio Lula da Silva (PT) buscam a vitória de seus candidatos voto a voto. No Piauí, apesar de 74,25% dos votos terem ido para o ex-presidente Lula, os bolsonaristas apostam em uma virada no dia 30 de outubro.

O presidente do diretório municipal do PSDB da capital, vereador Edson Melo, apoiador de Jair Bolsonaro, e o presidente municipal do PT, vereador Edilberto Borges, o Dudu, apoiador do ex-presidente Lula, defenderam seus candidatos durante entrevista à O DIA TV. 




Leia também:
Bolsonaro cobra empenho de prefeitos e vereadores para virar a votação no Piauí 
Rafael Fonteles anuncia agenda para Fortalecer campanha do 2° turno de Lula no Piauí 


O vereador petista destacou que o Brasil teve muitos avanços na gestão do PT, como expansão da Educação, por meio da criação de universidades; Moradia, através do programa Minha Casa Minha Vida, entre outros, e acrescentou que no governo atual, comandado por Bolsonaro, o país não teve melhorias. “[No governo Bolsonaro] estamos voltando ao Mapa da Fome, ao ódio, à discórdia e temos um presidente extremamente desequilibrado e está colocando o Brasil no mapa da vergonha internacional”, disse Dudu.

Edson Melo rebateu, alegando que “eu posso estar exagerando, mas o Brasil teve o melhor presidente da República de todas as épocas, de todos os tempos. O presidente só teve tempo de trabalhar dois anos, por causa da pandemia, o que prejudicou a avaliação do presidente. Mesmo assim, nós temos a melhor distribuição de renda, que é o Auxílio Brasil de R$ 600, e no tempo do Lula, corrigido para hoje, não daria R$ 200”, pontuou.

Vereador Edson Melo (PSDB) e vereador Dudu (PT) - Foto: ODIA

Sobre o resultado da eleição do primeiro turno, onde todos os estados nordestinos deram vitória ao ex-presidente Lula, Edson Melo justificou que, “no Piauí há mais analfabetos e pessoas de baixa renda. Esses são os eleitores desinformados, em sua maioria, o que dá essa grande fatia para o Lula”, disse.

Já o vereador Dudu reforçou que “o maior analfabeto é o analfabeto político, que não quer ver o pobre crescer e que faz mal à humanidade. O povo do Piauí vota no Lula porque sabe que aqui não tinha energia em todas as casas e hoje em todo canto desse Estado tem. Sabe que aqui tinha muita fome e o programa Bolsa Família tirou da miséria centenas de milhares de piauienses. O povo sabe da história do Lula nesse Estado”, completou o petista.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no