11 bares e restaurantes são autuados em Teresina por descumprirem protocolos

Estabelecimentos não obedeciam ao distanciamento social e tinham pessoas circulando no ambiente sem máscara. 120 estabelecimentos foram fiscalizados.

14/02/2022 09:04h - Atualizado em 14/02/2022 09:14h

Compartilhar no

A Vigilância Sanitária autuou 11 bares e restaurantes em Teresina durante este final de semana por descumprirem os protocolos sanitários de contenção da covid-19. O número corresponde a somente 9% de todos os 120 estabelecimentos que foram fiscalizados pelo órgão nos últimos dois dias. Não foram divulgados os nomes nem as localizações dos estabelecimentos.

De acordo com a Vigilância Sanitária, as autuações ocorreram porque estes bares e restaurantes desobedeceram ao distanciamento social e porque haviam pessoas circulando dentro dos ambientes sem máscara. No entanto, para a gerente do órgão, Larisse Portela, a pequena quantidade de autuações dentro do total de vistorias feitas revela que os estabelecimentos em Teresina têm obedecido os últimos decretos sanitários.


Foto: Andrea Rêgo Barros/ Aqruivo PCR/Fotos Públicas

“É importante que as pessoas continuem denunciando. A população pode formalizar denúncias à Vigilância Sanitária pelo telefone 3215-9102, de segunda a sexta-feira em horário comercial”, diz. Ela pede atenção ao decreto do dia 01 de fevereiro, que ainda está em vigência em todo o estado e ressalta que qualquer descumprimento a essa normativa pode trazer riscos.

Esta não é a primeira vez que a Vigilância Sanitária autua estabelecimentos em Teresina por descumprirem os protocolos sanitários da covid-19.  Na semana passada, 17 escolas da capital também foram notificadas por desobedecerem às normas de segurança. A maioria das denúncias recebias eram relacionadas à não suspensão de turmas mesmo após dois ou mais alunos testarem positivo para o coronavírus e também à ocupação maior que a máxima permitida nas diretrizes sanitárias.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS