Caso Lucas: família contesta versão de que estudante cometeu suicídio, diz advogado

Os argumentos dos familiares foram apresentados pelo advogado Thiago Tardelli, que acompanha as investigações

11/05/2022 12:20h - Atualizado em 11/05/2022 13:44h

Compartilhar no

O advogado da família de Lucas Vinícius Monteiro Oliveira, de 24 anos, estudante desaparecido após cair no Rio Poti, Thiago Tardelli, afirmou em entrevista ao Portal O Dia que os familiares de Lucas contestam a versão de que ele teria se jogado da ponte por problemas relacionados à saúde mental. Ele diz ainda que há pontos incongruentes com relação a transação financeira feita pela namorada de Lucas, Gabriela Vasconcelos, no dia do ocorrido.


Leia também: Estudante de Direito desaparece após cair no Rio Poti; Namorada pede ajuda 

“O que a família diz é que não havia nenhum questionamento acerca da saúde mental dele, que viesse a dar um ensejo ao suicídio. Os familiares contestam o fata relatado dele ter saltado da ponte, não há nada que indique isso”, disse Thiago Tardelli, representante da família.

Advogado Thiago Tardelli (Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Ele relatou ainda que a mãe alegou “que não tomou conhecimento da transação” financeira feita na conta do estudante no dia do desaparecimento, onde mais de três mil reais foram sacados. “Até porque a mãe só teve acesso ao celular dele dias após a transação, que ocorreu no dia que ele teria pulado da ponte. A namorada apresentou essa versão e a família está buscando a investigação policial para elucidar o fato”, complementou o advogado.

Já fazem 17 dias do desaparecimento do Lucas Vinícius. Ele caiu da ponte no dia 24 de abril. O caso deve continuar sendo investigado pela Polícia Civil. Dependendo das elucidações do desaparecimento, e chegada a conclusão, o Ministério Público pode ser oficiado.

(Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Advogado de Gabriela Vasconcelos diz que acusações são absurdas 

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o advogado de defesa da nadadoro de Lucas, Gabriela Vasconcelos, afirma que as acusações não são verdade e que todos os esclarecimentos necessários já foram dados a família. "Todos os esclarecimentos deste caso já foram prestados no inquérito policial. Tudo que foi questionado pelos pais do Lucas, já foi esclarecido e o inquérito segue. Algumas questões entendemos como absurdas, cono dizer que Gabriela apagou as mensagens da conversa com Lucas. Isso é altamente descabido, pois não há a menor possibilidade dela ter apagado as mensagens", destaca o advogado.

Buscas ao estudante

O Corpo de Bombeiros tem feito as buscas no Rio Poti, até próximo a cidade de União, há 59 quilômetros de Teresina, para buscar o paradeiro do estudante. Um corpo carbonizado foi encontrado, mas o material genético ainda está sendo analisado para saber se é Lucas.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário