Fim da greve: motoristas e cobradores aceitam proposta do Setut e devem voltar ao trabalho

Ficou acordado que os motoristas terão os salários reajustados de R$1.941,00 reais para dois mil reais

12/04/2022 08:15h - Atualizado em 12/04/2022 08:48h

Compartilhar no

O Sindicato dos trabalhadores do Transporte Rodoviário de Teresina (Sintetro) aceitou, na noite desta segunda-feira (11), uma proposta feita pelo Setut, pondo fim à greve dos motoristas e cobradores na capital. Com isso, os ônibus devem voltar a circular na capital assim que for assinada a convenção, marcada para acontecer nesta terça-feira (12).


Leia também: Segunda-feira (11) foi marcada por negociações entre trabalhadores e Setut 

Apesar de aceita, a proposta não agradou a direção do Sindicato. Porém eles avaliaram que era a melhor oferta feita aos trabalhadores no momento. Ficou acordado que os motoristas terão os salários reajustados de R$1.941,00 reais para dois mil reais. Já os cobradores terão os seus vencimentos em R$1.231,00. Além dos salários, foram acordados o auxílio alimentação, em R$170,00 e o auxílio saúde, de R$60,00.

(Foto: Assis Fernandes / O Dia)

A proposta do Setut foi aceita por ampla maioria dos trabalhadores presentes na Assembleia realizada na sede do Sintetro. Houve apenas um voto contrário e uma abstenção. Outro ponto considerado uma vitória dos profissionais do transporte público foi a manutenção do trabalho dos cobradores dentro dos ônibus. Com a bilhetagem eletrônica, o Setut era favorável à retirada desses profissionais, deixando apenas a função de motoristas nos veículos.

"Estamos tristes, hoje. Não era o que nós queríamos, mas diante da realidade tivemos que aceitar. É o começo de outras conquistas que a categoria busca", disse o presidente do Sintetro, Antônio Cardoso. A assinatura da convenção, que deve confirmar o acordo, deve ser assinada na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário