Obra da Av. Homero Castelo Branco não é concluída no prazo estipulado pela SAAD Leste

Prazo de interdição era de 30 dias para liberação do local, ou seja, a conclusão deveria ocorrer no último dia 02 de julho, o que não aconteceu.

03/07/2022 16:40h - Atualizado em 03/07/2022 17:12h

Compartilhar no

No início de junho, um trecho da Avenida Homero Castelo Branco foi interditado por conta da obra da galeria da zona Leste. Com isso, condutores e a população precisaram buscar vias alternativas durante este período. Segundo a Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (Saad Leste), o prazo de interdição era de 30 dias para liberação do local, ou seja, a conclusão deveria ocorrer no último dia 02 de julho.


Leia também: Trecho da Avenida Homero Castelo Branco será interditado a partir desta sexta (03) 

A equipe do PortalODIA.com esteve na Avenida Homero Castelo Branco, onde as máquinas estão operando, e conversou com comerciantes, que destacaram que era inviável a liberação do trecho no último sábado (02). Romário dos Santos Silva (40) é proprietário de uma borracharia e posto de lavagem de veículos e é um dos comerciantes diretamente prejudicados pela obra. De acordo com ele, o prejuízo acumulado, desde que a obra no trecho teve início, já chega aos 80%.

(Foto: Assis Fernandes / O DIA)

“Agora eles estão trabalhando mais intensamente, mas, mesmo assim, não acho que vão concluir até o prazo estipulado, que é no sábado. Já era para terem terminado esta obra há muito tempo. Ficaram dois meses parados, prejudicando nossas vidas. Antigamente eu tirava R$700 por dia, hoje mal consigo tirar R$150, que só paga as diárias dos funcionários, que é R$40”, conta.

Romário dos Santos destaca que outros comerciantes também estão tendo grandes prejuízos, já que em alguns empreendimentos estão completamente interditados. “Eles deveriam ir fazendo por etapa e liberando o tráfego conforme fossem concluindo, assim os motoristas poderiam chegar até aqui e não ficaríamos parados e sem ganhar nosso dinheiro. Temos família, filhos para sustentar e precisamos levar comida para cada no final do dia”, reitera o proprietário da borracharia. 

(Foto: Assis Fernandes / O DIA)

A interdição da Avenida Homero Castelo Branco acontece nos dois sentidos da via, e compreende entre o trecho da Rua Eustáquio Portela até a Rua Clemente Fortes, com interdição total neste trecho. A interrupção do fluxo de veículos atende a um pedido da Saad Leste, responsável pela obra de drenagem e construção da Galeria da Zona Leste.

O trecho da Avenida João XXIII até a Rua Eustáquio Portela está liberado para os condutores e clientes do supermercado Pão de Açúcar, que fica localizado na Avenida Homero Castelo Branco, próximo a interdição.

(Foto: Assis Fernandes / O DIA)

Obra deve ser concluída em 2024

A galeria da zona Leste de Teresina tem previsão para ser totalmente concluída em agosto de 2024. Enquanto isso, a obra de drenagem segue sendo feita em etapas. O cruzamento entre a Avenida Homero Castelo Branco e a Rua Eustáquio Portela, foi palco da tragédia que vitimou a professora Wana Sara Cavalcante Henrique, em fevereiro deste ano. A obra da galeria já se arrasta há uma década e tem como objetivo resolver os problemas de alagamento na região. 

Contraponto

A equipe do Portal ODIA.com entrou em contato com a Saad Leste para saber sobre o andamento da obra e um novo prazo para liberação do trecho interditado, entretanto, até o fechamento desta reportagem, não obteve retorno.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário