Teresina anuncia ter conseguido estoque de soro e dipirona para um mês

Nas últimas semanas, a capital sofreu com redução dos estoques de medicamentos e chegou a colocar em risco os serviços públicos de saúde

11/08/2022 16:28h - Atualizado em 11/08/2022 16:41h

Compartilhar no

Com a possibilidade da paralisação de procedimentos cirúrgicos no Hospital de Urgência de Teresina  (HUT) por falta de sono e medicações, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) anunciou que reabasteceu o hospital e outras unidades de saúde com soro e medicações que estavam em falta. 

De acordo com a FMS, a medida foi possível depois que conseguiu com fornecedores um estoque de soro e dipirona injetável, o que deve garantir o funcionamento das unidades por mais um mês.

“A falta de insumos é nacional e hospitais e farmácias em todo o Brasil relatam falta de medicamentos. O Conselho Federal de Farmácias já listou mais de 40 medicamentos em falta. Entre eles, dipironas, paracetamol e amoxicilina com clavulanato”, justificou o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque.

Nas últimas semanas, a capital sofreu com a redução dos estoques de medicamentos e chegou a colocar em risco os serviços públicos. De pequenos procedimentos médicos até cirurgias eletivas correram risco de suspensão na rede pública de Teresina. 

A FMS disse que já esteve em várias reuniões com o Ministério da Saúde onde foi sugerido ao órgão a importação do produto, mas, até o momento, nenhuma decisão foi tomada para resolver a situação.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS

Deixe seu comentário