Teresina confirma a terceira morte por dengue; zona Norte é a mais afetada

Vítima era uma mulher de 45 anos que possuía várias comorbidades. FMS pede que a população tome medidas preventivas e evite a proliferação do mosquito.

14/04/2022 08:49h

Compartilhar no

Em meio ao aumento do número de casos de dengue, Teresina confirmou a terceira morte decorrente da doença. Trata-se de uma mulher de 45 anos que veio a óbito em hospital público da capital nesta quarta-feira (13). De acordo com a Fundação Municipal de Saúde (FMS), a paciente apresentava várias comorbidades e isso pode ter contribuído para complicações em seu quadro.

A primeira vítima fatal da dengue em 2022 em Teresina foi um rapaz de apenas 19 anos que estava internado em uma unidade da rede pública. A segunda vítima foi uma criança de 9 anos que faleceu em um hospital privado do município.


Foto: Assis Fernandes/O Dia

Dados da FMS apontam que já foram notificados 1.731 casos de dengue em Teresina só em 2022. Destes, 731 casos foram confirmados através de critério clínico. No relatório consta os bairros com a maior concentração de notificações. São eles: São Joaquim, Matadouro, Mocambinho, Parque Alvorada e Nova Brasília. Isso aponta que a zona Norte de Teresina são os mais afetados pela dengue.

A diretora de Vigilância em Saúde da FMS, a médica Amariles Borba, alerta para a que em caso de suspeita de dengue, as pessoas procurem imediatamente uma unidade de saúde. “Hidrate, hidrate e hidrate. E tem que urinar transparente feito a água que bebe. Então se você está com dor no corpo, dor abdominal, e se quando está deitado e levanta, o mundo roda, por favor procure um serviço de saúde. Temos encontrado muitos casos graves”, explica Amariles.

A FMS pede que a população tome medidas preventivas contra o Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika. Evitar acúmulo de lixo e de água parada é essencial para não permitir que o mosquito se prolifere. Vale lembrar que Teresina voltou a contar com os carros fumacê, conhecidos como carro do veneno, para eliminar os mosquitos no ar e conter o avanço dos casos de dengue.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Fonte: Com informações da FMS

Deixe seu comentário