Vacinação antirrábica atinge 86% da meta de animais imunizados em Teresina

O dado é referente à campanha do último fim de semana que contemplou as zonas Norte e Leste da capital

29/11/2022 12:17h

Compartilhar no

Cerca de 73 mil cães e gatos foram imunizados contra a raiva neste final de semana durante a primeira etapa de vacinação antirrábica em Teresina, que contemplou as zonas Norte e Leste da capital. A imunização atingiu 86% da meta, segundo dados do Centro de Zoonoses.

De acordo com o diretor da Gerência de Zoonoses, Paulo Marques, a distribuição de postos é feita em prédios e locais públicos.  Nesta primeira etapa, a zona urbana contou com mais de 50 postos espalhados em diversos bairros.

(Foto: Divulgação/PMT)

Entretanto, nem todos ficaram satisfeitos com a quantidade de postos na cidade, em especial na zona norte de Teresina. Segundo denúncia do servidor público Edimar Gomes, leitor do Portal O Dia, faltaram postos no bairro primavera. “Quero chamar atenção do Centro de Zoonose, foram poucos postos de vacinação, principalmente aqui na zona Norte, no Primavera, só tinha um lugar, antigamente era em toda escola”, afirma o leitor. 

No site em que consta a localização dos pontos de vacinação, disponibilizado pelo órgão na última semana, é possível perceber que, no Primavera, foram colocados apenas dois postos: um no Hospital público do bairro e um na sede da Fundação Municipal de Saúde (FMS). “Tentamos colocar os postos em locais onde as pessoas cheguem sem precisar andar muito e fazemos o possível para facilitar a vida das pessoas e atender a todos da melhor maneira”, explica o diretor do Centro de Zoonoses.

Segunda etapa da vacinação ocorre no próximo final de semana

Depois da zona Rural, onde mais de 23 mil animais foram imunizados, e das zonas Leste e Norte de Teresina, no próximo sábado (03), será a vez das zonas Sul e Sudeste serem contempladas com a vacinação antirrábica. 

Paulo Marques faz um apelo para que os tutores levem seus animais para vacinar e ressalta a importância da vacina antirrábica para a saúde pública. "A vacina é gratuita e é a única forma de prevenção contra a doença, que pode ser transmitida para humanos. Ou seja, ao proteger o seu animal, você também se protege", afirma o diretor do Centro de Zoonoses.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no
Edição: Ithyara Borges