“Alcide Filho está sendo alvo de injustas e bárbaras acusações”, dizem advogados

Em nota pública, defesa classificou a prisão do apresentador como "quadro dantesco e opressor". Alcide é acusado de estuprar adolescente de 14 anos.

13/06/2022 09:49h - Atualizado em 13/06/2022 09:55h

Compartilhar no

Os advogados do apresentador e publicitário Alcide Filhopreso na semana passada sob acusação de estupro, vieram a público se manifestar sobre o ocorrido e classificaram a situação como “quadro dantesco e opressor”. Em nota pública, Marcos Patrício Nogueira Lima e Marcelo Coutinho Patrício Nogueira afirmaram que Alcide filho foi indevida e violentamente acusado e preso “sob arbítrio de procedimentos apressados que reproduzem as práticas inquisitoriais da era medieval”.

Diz a nota pública: “Alcide Filho está sendo alvo de injustas e bárbaras acusações incriminadoras, mobilizadas de forma midiática e espetacular sob o estandarte de escandalosos desvios morais e sociais, extremamente graves, com potencial para abalar e reduzir a pó a reputação granjeada ao longo de uma vida dedicada ao trabalho e a servir àqueles que lhe procuraram”.

Os advogados do apresentador destacaram ainda que ele merece “o sagrado e singelo direito de defesa, garantia fundamental do mundo civilizado” e que Alcide provará sua inocência “com serenidade e firmeza absoluta”. Marcos e Marcelo Patrício ressaltaram que as acusações imputadas ao apresentador foram feitas sem o devido processo legal e que concluíram de forma categórica pela culpa.


Alcide Filho está preso desde a semana passada sob acusação de estupro - Foto: Reprodução/Instagram

A defesa de Alcide reiterou que o apresentador não possui antecedentes criminais e que está sendo submetido ao que chamou de sufocamento da liberdade. “O professor, apresentador e publicitário em mais de 40 anos de vida profissional e pública nunca se envolveu em condutas que se assemelham ao nefasto objeto destas acusações, embora sempre tenha convivido com pessoas de todas as gerações. Alcide Filho tem um passado completamente sem nódoas e antecedentes criminais, não havendo qualquer razoabilidade nas ações desenvolvidas pelo poder de  punir do Estado”, finalizou os advogados.

Sobre a vítima, um adolescente de 14 anos que, segundo a polícia, teria sofrido abusos sexuais enquanto trabalhava para Alcide sem receber remuneração, os advogados disseram que ele era tratado como filho pelo apresentador e que se encontrava em meio a um processo judicial de adoção. Esta mesma informação foi dita pelo acusado em depoimento à delegada da Criança e do Adolescente, Lucivânia Vidal. À polícia, Alcide alegou que tinha a intenção de adotar o adolescente.


Foto: Divulgação/Polícia Civil

“Significa dizer que a relação de Alcide Filho e o rapaz correspondia a uma relação absolutamente pública que caminhava para a formalização jurídica, mas ainda condicionada, por prudência, à dinâmica da convivência em família. Essas condições sempre foram claramente apresentadas à mãe do adolescente, que participava também de forma ativa da formação do rapaz, embora em outra residência”, diz a nota.

Os advogados finalizam afirmando que levantou provas documentais que atestam a inocência de Alcide Filho e negou toda e qualquer acusação que vem sendo imputada ao apresentador. “Durante a instrução processual, haverão de convencer à justiça e à sociedade de sua inocência, do respeito que sempre manteve e da integridade das pessoas que conviveram e convivem com o acusado”.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário