Dinheiro apreendido em operação era pagamento por execuções, diz Força Tarefa

Quantia foi apreendida com integrante da facção criminosa Bonde dos 40 no bairro Extrema.

27/07/2022 11:36h - Atualizado em 27/07/2022 13:37h

Compartilhar no

A Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP) prendeu, nesta terça-feira (26), um homem identificado como Marcos John Alves Carvalho. Ele é suspeito de ser integrante da facção criminosa Bonde dos 40 e estaria guardando a quantia de R$ 36,5 mil, dinheiro que seria recompensa por execuções realizadas por comparsas no final de semana. A informação foi confirmada pelo comandante da Força Tarefa, major Audivan Nunes.

Foto: Divulgação/Força Tarefa

A prisão realizada no bairro Extrema, região do Grande Dirceu, fez parte das ações desencadeadas na operação São Cristóvão, que tem como objetivo elucidar uma série de assassinatos realizados nos últimos dias na Capital. Entre eles, cinco homicídios ocorridos em um intervalo de 10 horas, no último sábado (23). A suspeita é de que os homicídios tenham sido motivados por disputas entre as facções Bonde dos 40 (B40) e Primeiro Comando da Capital (PCC).

De acordo com o major Audivan Nunes, com o preso também foram encontrados dois revólveres calibre 38 que também teriam sido usados nos homicídios. “Esse indivíduo estava guardando as armas de fogo, juntamente com esse montante, que possivelmente seja o pagamento de execuções de faccionados em Teresina. Ele já havia sido preso no dia anterior portando uma pistola e ontem foi preso portando esses revólveres”, afirmou.

Foto: Assis Fernandes/O Dia

Marcos John Alves Carvalho já foi encarcerado no Complexo de Pedrinhas, em São Luís do Maranhão, e é réu em dois processos criminais no Piauí por assalto a mão armada.  Desta vez, o suspeito será indiciado por porte ilegal de arma de fogo.

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário