Preso mais um suspeito de jogar corpo de advogado no mar do Piauí

03/08/2022 14:56h - Atualizado em 03/08/2022 15:16h

Compartilhar no

Um homem que não teve o nome divulgado foi preso nesta quarta-feira (03/08 na cidade de Timon suspeito de envolvimento na execução do advogado Raimundo José Costa Siqueira, no município de Cajueiro da Praia, no litoral do Piauí, em abril de 2022. Esse é o terceiro suspeito preso por suspeita de envolvimento no crime. Em julho, a polícia já havia prendido Fábio Roberto Ruiz e Erasmo de Moraes Furtado. 

O preso é considerado de alta periculosidade e era foragido da Justiça. Ele tinha mandado de prisão em aberto desde 2014 quando foi apontado como participante da tentativa de um homicídio de um policial rodoviário federal e, mais recentemente, teve prisão decretada por suspeita de envolvimento do crime no litoral do estado.

Raimundo José (Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal)

No momento da prisão, os policiais encontraram com ele documentos falsos que eram utilizados para se livrar de abordagens. A prisão foi realizada no âmbito das investigações da Força Tarefa de Segurança Pública no Piauí (FTSP/PHB/PI) na cidade de Parnaíba que reúne pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Penal.

O crime 

Raimundo José estava na zona rural de Luís Correia na noite do último da 06 de abril, em um veículo modelo S10, quando teria sido surpreendido por dois indivíduos. Os criminosos teriam se passado por policiais e abordaram o advogado e um militar, identificado com Anderson, que fazia a sua segurança. Em seguida o advogado teria sido alvejado por três disparos de fuzil. Baleado na perna, o policial conseguiu escapar. 

corpo do advogado foi levado pelos criminosos e, segundo as investigações, jogado no mar logo depois. O cadáver de Raimundo José foi encontrado dias depois numa praia na cidade de Humberto de Campos, no Maranhão. 

É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no

Deixe seu comentário