Teresina: Jogos da Seleção impulsionam comércio popular de camisas do Brasil

Valores das réplicas nas esquinas da capital variam de R$ 50 até R$ 175; camisas azuis são as favoritas

28/11/2022 16:09h - Atualizado em 28/11/2022 16:24h

Compartilhar no

Brasil entrou em campo na tarde desta segunda-feira (28) e venceu a Suíça pelo Grupo G da competição. A presença da Canarinho no Mundial do Catar tem impulsionado o comércio de camisas da Seleção Brasileira. Em Teresina, as camisas azuis são as favoritas dos consumidores. 

O Portal O Dia foi às ruas da capital para conferir os preços. Na Zona Sul, próximo à Piçarra, os valores das réplicas variam de R$ 50 a R$ 60. Já na Zona Leste, na Avenida Homero com a Dom Severino, as réplicas estão sendo vendidas por um valor médio de R$  45 a R$ 175. 

(Foto: André dos Santos/ODIA)

O ambulante José Luís, que trabalha em um ponto na Avenida Zequinha Freire, afirma vender cerca de 50 camisas em dias de jogos da seleção. De acordo com ele, as camisas amarelas são as que menos saem, ficando em segundo plano. “Aqui e acolá aparece uma pessoa que não leva a Amarela porque acha que é do Bolsonaro. As que mais saem são as azuis", destaca. 

(Foto: André dos Santos/ODIA)

Para a bancária Ivna Marques, a politização do verde e amarelo realmente impacta na hora da compra. “Por questões políticas passei a achar feia a verde e amarela. Estou levando para minha filha e  optei por comprar a azul. Assim evito confusão", aponta a cliente.

Devido à baixa procura, a vendedora Francisca Lima ressalta que as camisas amarelas saem por um preço mais baixo. “Amarelas são R$ 50, mas a gente faz a R$ 40 para tentar vender. Muita gente não quer por causa da questão política. Então, a gente faz promoção”, disse. 

Mas, para a enfermeira Samara Brito, nem todos ligam para isso. "Estou levando a azul porque acho a mais bonita. Mas escolheria uma verde e amarela tranquilamente. Isso é um problema para quem é fanático. Quem não liga pra essa coisa da política, como eu, não há problemas", diz a consumidora. 


Bandeira do Brasil é um dos produtos mais procurados 

No Centro de Teresina, principal polo de vendas da cidade, as vendas devem aumentar cerca de 20% por conta do alto índice de procura por artigos que remetem à seleção brasileira : camisas, bandeiras, perucas, tiaras e diversos outros acessórios. 

Um dos produtos mais vendidos é a bandeira do Brasil. "Aqui oferecemos produtos para decorar ambientes e também acessórios. O que mais sai são as bandeiras, os preços são bons e acessíveis para todos os públicos”, afirma a gerente de vendas de uma loja de variedades no Centro, Socorro Mascarenhas. 

(Foto: André dos Santos/ODIA)


É permitida a reprodução deste conteúdo (matéria) desde que um link seja apontado para a fonte!

Compartilhar no